Vilarejos de conto de fadas – Alsácia – França

Alsácia

Que menina nunca foi, ou é, apaixonada pelas princesas? Sempre tem uma que é a preferida, no meu caso é a Bela. Não vou falar sobre os parques da Disney, mas vou falar de uma região que é de conto de fadas! Não, esse não é um post clichê, onde todos os lugares “bonitinhos e charmosinhos” são classificados como cidade de conto de fadas. É um post dos vilarejos que inspirou a equipe do Walt Disney para a criação do filme: Bela e a Fera.

Alsácia, é uma região da França. Localizada ao leste do país, junto às fronteiras da Alemanha e da Suíça. E para quem já assistiu o filme (A Bela e a Fera), basta olhar as casinhas para assimilar o real com a fantasia. Se você não viu ou não lembra, vem comigo que eu vou te mostrar como é.

Não é só os olhos de uma menina, que um dia já acreditou em princesas e reino encantado, que brilham ao vislumbrar cada pedacinho dessa região. Os marmanjos e até os mais durões também se derretem.

A região está recheada de pequenos vilarejos, embora pareçam todos iguais eles são todos diferentes e cada um tem um peculiaridade. Muitos viajantes dedicam uma única viagem para conhecer toda a região e o maior número de vilas possíveis, pois além de serem todas encantadoras o local também conta com uma conhecida rota do vinho.

Deixemos o álcool de lado e venha viajar através da arquitetura, com uma boa pitada de pó de pirlimpimpim.

Se fosse para eu definir a arquitetura dessa região, diria que são vilas feitas de chocolate (existe algum estilo que define isso?). Um chocolatier muito inspirado desenhou cada um dos prédios da Alsácia. Edifícios baixinhos, com no máximo três andares. Os sabores? Os mais diversos possíveis! Tinha casa de morango, de laranja, de abacaxi, e até de blueberry eu encontrei. Todas elas se assemelham em um ponto: decoradas com bordas de chocolate. O cacau também dá vida para as janelas desses vilarejos.

No ar, o cheiro é doce também. Dessa vez não pelas casas, mas sim pelas inúmeras chocolaterias e pâtissiers que espalham pela região.

A Alsácia não só faz fronteira com a Alemanha, como um dia já pertenceu ao país. Tá aí o motivo de tanta semelhança com as regiões germânicas.

Para os olhos, as influências ficam por conta da arquitetura: Enxaimel. No paladar, a gastronomia local é dominada pelo chucrute e o salsichão. Se os ouvidos estiverem bons, pode ouvir o dialeto alsaciano, que lembra a complicada língua alemã com tantas palavras munidas de consoantes.

Leia também: Mirepoix, uma vila francesa com o mesmo estilo de arquitetura que a Alsácia.

O estilo Enxaimel tem uma forte característica: que consiste em paredes montadas com hastes de madeira, encaixadas entre si em diversas posições. Os espaços entre elas são preenchidos com pedras, nas suas cores mais intensas dando um belo contraste com o marrom da madeira. Aposto que você nunca mais vai esquecer esse estilo tão marcante.

Alsácia
Alsácia – Estrasburgo

Na França, existe um site que classifica as mais belas vilas do país (Les plus beaux villages de France): a Alsácia tem um considerável número de cidades nessa lista, são 7 no total.
Não é para menos, ainda falando do governo francês, eles criaram uma classificação das vilas mais floridas do país (Villes et Villages Fleuris), que vai de uma a quatro flores. Incentivam a população de cada vilarejo a decorar casas e ruas com flores. Com o objetivo de proporcionar melhor qualidade de vida dos habitantes, além de valorizar o patrimônio e atrair turistas.

Leia também: Albi, que está na lista das vilas mais floridas da França.

Entre  classificações de 1 a 4 flores, a Alsácia conta com 320 vilarejos classificados.
Eu passei pela região na época do Natal, onde infelizmente as flores não aguentam ao frio e dão espaço para a decoração natalina brilhar.

Alsácia
Alsácia – Estrasburgo

Entre os vilarejos que eu passei, estão:

Estrasburgo

É a capital da Alsácia. Devo dizer que é essa é uma cidade obrigatória para aqueles que estão de passagem por essa região. É nesta cidade fortificada, que você irá descobrir boa parte da história desse povo, seja caminhando pelas ruas da cidade ou navegando pelo rio que abraça toda a cidade. Após tantos conflitos nessa terra, no passeio de batorama compreende-se o motivo de receberem o título “A Capital da Europa”.

Leia nosso post completo da cidade de Estrasburgo.

Alsácia
Alsácia – Estrasburgo

Colmar

Também está na lista de cidades “obrigatórias”, intitulada “a mais alsaciana das cidades da Alsácia”. Reserve um dia completo para devagar pelas suas ruazinhas de pedra. Se você gosta de animação, recomendo assistir o filme A Bela e a Fera antes de começar esse passeio. É a cidade perfeita para entrar no mundo da fantasia.

Alsácia
Alsácia – Colmar

Embora a cidade tenha uma bela igreja (Saint-Martin) que se destaca em uma cidade de prédios baixos, o passeio mais sedutor é andar e descobrir! Como eu sempre digo: permita se perder. E como define o dicionário: devagar – de maneira lenta, que não possui nem apresenta pressa, vagarosamente.

Alsácia
Alsácia – Colmar

As águas calmas do rio Lauch servem de espelho para a cidade cinematográfica. Sob as pontes da La Petit Venice vemos as coloridas casas refletidas no rio. Para cada ponte uma imagem diferente. Casas, barquinhos, floreiras, e até a própria ponte refletida na água, formam uma prestigiosa obra de arte, digna de qualquer museu de arte espalhado pelo mundo.

Alsácia
Alsácia – Colmar

Riquewihr

Foi o meu presente de Natal. Na minha cartinha ao Papai Noel, eu havia pedido apenas Colmar e Estrasburgo, já que meu tempo era curto. Mas o bom velhinho foi bom mesmo. Colocou no pacote esse vilarejo que provou que eu preciso voltar um dia para essa região e conhecer todos os cantinhos que ela pode me oferecer.

Alsácia
Alsácia – Riquewihr

Está apenas à 15 Km de Colmar e 70 Km de Estrasburgo. Não mais que 3 pequenas ruelas, o vilarejo é praticamente abraçado pelos vinhedos. Por cima dos muros ou pelas “brechas” que as guerras deixaram nesta cidade fortificada, a paisagem é sempre a mesma: vinhedos!

Alsácia
Alsácia – Riquewihr

Ao espiar pelo portal de entrada da cidade já senti que mesmo em poucas ruas, aquele local iria me proporcionar uma experiência que valeria por uma cidade do tamanho de Paris.
Olhei de canto e vi marcas de um vilarejo encantado. Casinhas coloridas, que com certeza saíram da varinha da Sininho. Separadas por ruazinhas de pedra, era o caminho perfeito para eu descobrir aquele local. Uma descoberta a cada passo, já que as construções não estão alinhadas e parece ser de propósito, sempre escondendo uma surpresa. Você pode até achar que ela esconde só mais uma casa, mas é como se a fadinha tivesse passado por lá e derramado uma boa dose do pózinho encantado sob cada uma delas.

Mais vilarejos da França? Leia também – Cordes

Entre as surpresas dos próximos passos, usei da minha boa e velha curiosidade para explorar um cantinho que me chamou atenção. Uma escadaria que parecia me levar a um depósito. Dei de cara com uma prateleira forrada de queijos “descansando”, peças grandes, todos amarelinhos e uma iluminação baixa. Uma bancada cheia deles cortados para provar, sou uma ratinha e ataquei. Não demorou muito para eu sair com uma sacolinha cheia deles. Cave d’Affinage de Riquewihr, procure essa joia preciosa de Riquewihr e se delicie com os seus queijos.

Alsácia
Cave d’Affinage de Riquewihr – Alsácia

Continuamos a andança e logo viemos a descobrir a torre do relógio, que é notada pouco a pouco e mostra todo o encanto desse vilarejo.

Alsácia
Alsácia – Riquewihr

Eguisheim

Foi a cidade que me acolheu para a ceia de Natal. Uma ceia que tinha tudo para ser triste e dominada pelo sentimento dá saudades, de casa e da família. Eu não permiti esse sentimento tomar conta de mim. Diante de um local tão especial e embora em número reduzido, a família estava muito bem representada (meu marido e meus primos, Alyne nossa colaboradora do blog e seu marido).
Os pés inquietos, não ficaram satisfeitos de andar apenas do carro ao restaurante. Foi necessário uma breve caminhada pelo vilarejo, ainda que com a temperatura perto do 0°C, o rápido passeio aqueceu meu coração. Ruas vazias e um vilarejo inteiro para nós 4!

Alsácia
Alsácia

As luzinhas acesas me faziam lembrar que data era aquela, foi inevitável não passear com a minha mãe em meus pensamentos. Ela que gosta tanto de Natal e se encanta e encanta a todos com a sua decoração natalina, me fez ter a certeza que um dia voltarei com ela para essa região, para descobrir muito mais do que esses quatro “simples” vilarejos.
Eu quero mais, muito mais! Afinal de contas, um pouco mais de chocolate nunca vai mal, ainda mais se for decorado em forma de casinhas encantadoras, banhados com o pó da Sininho e não engordar. 😉

18 comments

  1. Minha querida, estou apaixonada por estas cidadezinhas tão encantadadoras. Ao ler o seu post fiquei com muita vontade de conhecer cada uma, conhecer cada casinha de chocolate como vc diz. Realmente deve ser muito lindo vê-la no natal cheio de luzinhas e muitas decorações!! Amo decoração de natal e acredito que vou amar conhecer.

  2. Você acabou de colocar mais um lugar incrível na minha lista de lugares a visitar! Poxa vida, o que é essa arquitetura? parece mesmo que tudo saiu de um conto de fadas – também adoro a bela e a fera 🙂
    Não aguentei a foto com os chocolates… E os vinhedos? E aqueles queijos fantásticos? Acho que de todos, Riquewihr ganhou meu coração <3

  3. Que saudades desses lugares que ler esse post me trouxe.. Morei por quase 2 anos em Freiburg na Alemanha e visitei várias dessas cidades da região de fronteira.. Durante a primavera e verão cheguei a ir a algumas delas de bicicleta com meus colegas de faculdade.. Uma pena que as minhas fotos dessas época da minha primeira camera digital tem resolução pior que camera de celular… Preciso uma hora dessas voltar para revisitar e fotografar tudo de novo 😀

  4. Eu sou completamente apaixonada pela Alsácia!Eu fiz um tour desses vilarejos durante o mês de dezembro, quando acontece os mercados de Natal e fiquei encantada, tanto Riquewhir como Eguisheim são pequenos e encantadores, vale mesmo a pena a visita!

  5. Um amigo meu é da zona, e está farto de me convidar a ir visitá-lo, depois destas fotos acho que vou mesmo ter de fazer a minha reserva e passar umas férias com ele! Adoro vilas histórias como essas, muito bonito 🙂

  6. A região de Alsácia sem dúvida está nos meus top destinos de desejo ! Quero muito conhecer a região e seus vilarejos, acho já pelas fotos tudo tão lindinho ! Um sonho !

Deixe uma resposta