As águas calmas de Annecy e seus segredos gastronômicos

Annecy

Annecy nos recebeu muito bem. Começamos e terminamos o nosso passeio pela cidade comendo. Eu sei, não existe nada melhor na França do que comer e passear pelas ruas da cidade. Então, foi exatamente isso que fizemos! Caminhamos, comemos, caminhamos e comemos novamente. Agradáveis paisagens e sabores incríveis.

A gastronomia francesa pode sim ser muito rebuscada, mas nessa nossa experiência a gastronomia girou em torno da simplicidade. Barracas de feira que eu acreditaria facilmente se me dissessem que o local tem 3 estrelas Michelin.

Embora eu tenha falado que a cidade nos recebeu muito bem, ela não foi muito generosa no quesito clima (nem tudo é perfeito), um dia nublado e gelado.

Annecy
Annecy

Annecy está próxima da Suíça, cerca de 40 Km de Genebra. Por isso a gastronomia local sofre grandes influências desse pequeno país vizinho (o que eu não achei ruim). Leva o apelido de: pérolas dos alpes franceses, motivo de tanto frio. Outro apelido conhecido é: Veneza do Alpes, esse vem em decorrência dos seus dois canais e do Lago Annecy, que atravessam a cidade.
O Lago Annecy, na minha opinião é o grande astro dessa cidade. Aliás, foi ele quem me convenceu de que será necessário voltar para lá em uma estação mais quente e aproveitá-lo da maneira como tem que ser: navegando sobre sua água cristalina e se refrescante sob o lago mais limpo da Europa.

Annecy
Annecy

Leia também: Basel, cidade da Suíça cortada pelo rio Reno

Se no inverno, o lago já encheu meus olhos e o coração de alegria, imagina no verão?

A água era verde esmeralda. Ao se aproximar era possível enxergar o fundo, cheio de pedrinhas, conseguia ver e contar cada uma delas. Deslizando sobre a água fria, um cisne que parecia estar adorando ser fotografado. Ao fundo daquele cenário, o que comprovou que estávamos mesmo na “pérola dos Alpes franceses”: os Alpes. Com um pouco de neve, aquela paisagem enquadrou perfeitamente o meu olhar dos próximos minutos.

O frio não impediu que as pessoas passassem pela margem do lago, crianças, adultos, idosos e os cachorros. De um lado a água cristalina e do outro um enorme jardim que vira o espaço ideal para sentar e apreciar tudo aquilo. Apreciamos e bem ali nos despedimos do sol, que coloriu as montanhas com as nuances de laranja e amarelo, mostrando que sempre é possível ficar melhorar.

Annecy
Annecy

Deixamos o lago para trás. Então, seguimos as suas águas que invadem a cidade e logo se transformam em canais. Hora ou outra deixávamos ele de lado e entrávamos na cidade e daqui a pouco nos encontrávamos novamente. Foi nessa brincadeira de gato e rato que conhecemos o centro antigo de Annecy e vimos as luzes artificiais dar cara para uma nova Veneza dos Alpes.

Annecy
Annecy

Os tons pastéis colorem o centro, as pontes de pedras revelam que por lá já passaram várias gerações e o reflexo de tudo isso nas águas brandas da cidade instigam a curiosidade de uma criança. Se Annecy pudesse falar, com certeza ela diria: “descubra-me!”

Annecy
Annecy

Leia também: Alsácia, os vilarejos de contos de fadas 

Era dia 26 de Dezembro, mas as luzinhas de Natal, assim como o marché de Noel, continuavam lá, fazendo da cidade uma grande atração turística nessa época do ano.
Aliás, nosso jantar gastronômico ficou por conta da feirinha de Natal. Regado a vinho quente e marmitinhas de purê aligot. O que o Alex Atala vende por um fortuna, eu comprei por 6 euros e comi em um potinho de plástico – aligot com trufas. Estava incrivelmente delicioso. Purê com queijo, muito, mas muito queijo não tem como dar errado!

Sem estrela Michelin, mas com 5 estrelas de aprovação do Passaporte com Pimenta provamos a raclette da Taverne Le Freti. Raclette, é um prato típico da Suíça que é basicamente – queijo com mais o que você quiser. Mas, calma aí, deixa eu explicar direito.

Queijo, perfeitamente derretido na sua frente, na quantidade que você quiser, sobre qualquer coisa que você quiser – pão, batata, jamon, salame, pepino em conserva, o céu é o limite para essas combinações.

Cenas fortes nas próximas fotos. Se você está com fome, aconselho pegar algo para comer antes de continuar.

Hummm salivou com elas, não é mesmo?

O equipamento de ferro (apelidei de racleteira) é o responsável por derreter o queijo.
Raspamos a peça para que o queijo derretido caia sob o prato. Uma vez derretido, escolha a melhor combinação, ou puro mesmo e aprecie essa obra divina de uma mente brilhante que um dia pensou: derreter o queijo e colocar em cima de mais alguma coisa, deve ficar bom. Pois é, ele estava certo, fica maravilhoso!

Annecy
Annecy

Leia também: Bordeuax, muito mais que vinho

Na França o queijo chama-se – Raclette, mas pode ser feito com gruyére, emmental e maasdam.

O restaurante também é famoso por fondue, que inclusive  servem dentro de um  pão.
De manhã, ao chegar na praça central, uma surpresa: feira! Sabe aqueles filmes que contam a história de um chef, onde o mesmo sempre levanta cedo, vai à feira para pegar os melhores produtos? Então… Não somos chefs, mas somos turistas apaixonado pela culinária local e aquilo foi um presente atrasado do Papai Noel.

Na barraca da padaria compramos baguette e croissant aux chocolat. Seguimos para a barraca de café, grãos moídos na hora e na lousinha escrita a giz dizia: “cappuccino à la main”. Esse mesmo, era um cappuccino artesanal e esse seria nosso café da manhã. Ali mesmo, no frio e em pé, com pão francês, cappuccino e o cheiro do grão moído.

Fomo em busca dos embutidos e queijos raclette, blue cheese, gruyére e chevre, azeitonas e antepastos.

Annecy
Annecy

Enquanto provamos tudo o que nos era oferecido, batíamos papo com o simpático francês, feirante daquela cheirosa e colorida barraca. Não, nós não falamos francês, mas após o nosso bate-papo ele nos deu desconto, azeitonas, nos desejou boa viagem, expressou o seu carinho pela Espanha e deixou o recado que adorava os brasileiros, seguimos viagem.

Annecy
Annecy

Voltamos para a casa com o carro cheirando França e com coração explodindo de alegria. Amando ainda mais esse país e os franceses.

Annecy
Annecy

Annecy, pode ser completamente diferente em épocas mais quentes. A cidade faz parte do seleto grupo “Ville e Village Fleuri” que é uma classificação da França para as vilas mais floridas, que já falamos aqui em outro post. A classificação vai de uma a quatro flores. A cada ano, novas vilas recebem a flor de ouro.

Leia mais: Albi, um vilarejo florido

Annecy recebeu esse título no ano de 2015 e 2016, ou seja uma das cidades mais floridas da França e com aquele lago maravilhoso. Ah Annecy ,me espera que eu vou voltar na primavera. 😉

12 comments

  1. Ah, Maytê… Fala sério!!! Você quer me matar!!! Eu não sei nem por onde começar a falar sobre esse post repleto de coisas sensacionais! O lago ou a rua com lindas casinhas de muitos estilos?! Talvez do queijo derretido que me causou o mais profundo desejo ou da parafernália que o mantém derretidinho? Ia me afogar em tanto queijo! Fondue no pão?! Ah! Para vai!!!!!

    Feira? Colorida, aromática e no meio da rua? Ainda com desconto?! Quero me mudar para essa região AGORA!!!!!!

    bjus Ana (Indo ali tomar uma água e me recuperar desse texto!)

    1. Rsrsrs eu comi ao vivo e chorei de saudades de tudo isso enquanto escrevia esse post e lembrava do sabor do queijo na minha boca! Meu deus, de fato a gente se surpreende a cada novo destino, não é mesmo?

      Olha que eu adoraria ter uma conhecida morando nessa região. Rsrs

  2. Tanta delícia junta! E num local lindíssimo à beira dos Alpes Franceses .. para mim uma das cidades mais lindas de França. Mas depois deste post terei de voltar para provar essas delícias que me escaparam!

  3. Que paisagens tão bonitas! A cor da água é incrível e o nevoeiro dá um ar quase misterioso… Não conhecia essa cidade mas acabou de entrar para a lista de sítios a visitar!

  4. Fiquei apaixonada por Annecy *-* Que coisa mais linda! Eu sou apaixonada por locais assim, com essa busca pelo descobrir mais e mais, adorei o seu post, as fotos são de cair o queixo. Ainda não tinha escutado falar dessa região, mas já fiquei encantada, quem sabe conheço um dia!
    Beijos.

  5. Cada vez que vejo uma cidade francesa, fico mais orgulhosa de ter escolhido este país pra viver 🙂 Cada lugar parece saído de um conto de fadas. Annecy é maravilhosa, neste época do natal, que você bem descreveu, e na primavera, quando fica cheia de flores. Aliás, quando for pra voltar, te aconselho a primavera.

Deixe uma resposta