Bordeaux, muito mais que vinho!

Você deve estar pensando que eu sou uma pessoa expert no assunto sobre vinhos, que sei degustar como ninguém um bom vinho da região de Bordeuax e claro que o meu olfato é super preciso para sentir o aroma de carvalho, café e frutas vermelhas que um bom Merlot pode oferecer.

Só que não!

Eu adoro tomar vinho. No frio ele quase se torna o meu melhor amigo, mas eu não entendo muito ou diria quase nada sobre o assunto eu só sei dizer: Esse eu gosto, esse eu não gosto! E foi nesse clima que fomos visitar Bordéus ou Bordeaux e independente do meu nível de conhecimento sobre o assunto eu amei a viagem!

Bonjour, essa palavrinha parecia mágica aos nossos ouvidos e nossos dias começavam mais alegres. Em tom de cantoria Booonnnjoooour foi a palavra que mais ouvimos por lá e assim éramos recebidos pela manhã e pela tarde em todos os locais

O que fazer em Bordeuax

Reservamos 3 dias completos para a região e mais o dia do nosso retorno, que conseguimos aproveitar o período da manhã. Escolhemos um hotel fora da cidade, por que no nosso roteiro iríamos conhecer a região e então pegar algo mais afastado seria mais fácil a locomoção, era um pouco mais barato e o hotel oferecia estacionamento, coisa que na grande maioria dos hotéis dentro da cidade não oferecem. (Estacionamentos por lá é muito caro).

Pegamos um hotel sem café da manhã, conhecer as boulangeries (padarias) seria muito mais interessante e delicioso! Todos os dias os nossos cafés foram acompanhados de um belo croque mansour e croissant de chocolate, nada de pão francês por aqui!

Dia 1 – Saint-Emilion – Leia aqui

Dia 2 – Bordeaux

A cidade ganhou como melhor destino turístico europeu de 2015.

Segundo o The New York Time, Bordeuax é a nova Paris! Ulalá, quanta responsa heim?

É necessário apenas um dia para descobrir por que esse destino carrega tanta responsabilidade. Se o dia estiver bonito não pense 2 vezes e passe em qualquer ponto e loque uma vélo (bicicleta) custa € 1,50 por 24 horas e você pode pegar e largar a hora que quiser.

Bordeaux
Bordeaux

Com as bicicletas nós andamos na margem do rio Garonne em uma pedalada deliciosa, curtindo a paisagem o momento e a brisa batendo no rosto. A cidade toda tem ciclovia e o trânsito respeita muito os ciclistas, existem rotas para seguir para conhecer todos os monumentos da cidade, nós optamos apenas por andar com elas na beira do rio.

Para fazer o tour pela cidade nós optamos por fazer caminhando, um passeio bem tranquilo.

Bordeaux - Mapa retirado do site da cidade
Bordeaux – Mapa retirado do site da cidade

Com esse mapinha que eu peguei do site da cidade é possível ter ideia dos principais pontos(você também pode pegar na oficina de turismo). Adicionei apenas um ponto que é a Porte D’Aquitaine que é um portal bem bacana, a chegada até ele tem várias lojinhas legais. A ideia inicial era ter feito esse passeio logo pela manhã, em um tour guiado que custa € 10,00 por pessoa, porem eu deixei para comprar na hora e adivinha ? Tinha esgotado! Por isso recomendo que compre pelo site.

A oficina de Turismo fica ao lado do Grand Teatro, onde você pode fazer um tour guiado pelo preço também de € 10,00 por pessoa, que dura 1 hora e me pareceu super completo, por que pareceu ? Por que eu comprei um tour em francês! Claro, eu queria testar o meu francês e percebi que ele não está nada bom, pois a única palavra que entendi foi Lumiere! Mentira, eu comprei errado mesmo (foi mal aê marido), mas já que estava pago, nós fomos nesse mesmo, junto com outros espanhóis perdidos, pelo menos iríamos conhecer o interior do teatro. Eu comprei pelo próprio site do teatro, mas recomendo comprar pela oficina de turismo.

Bordeaux - Grand Theatre
Bordeaux – Grand Theatre
Bordeaux - Grand Theatre
Bordeaux – Grand Theatre
Bordeaux - Grand Theatre
Bordeaux – Grand Theatre

Saindo do teatro é melhor seguir para o ponto principal (caso você já não tenha ido até lá quando estava pedalando nas margens do rio) o Espelho D’água, mas eu não gosto de falar muito disso, por que infelizmente nós fomos fora da temporada e não tinha água, água só mesmo das minhas lágrimas de decepção! Vou ter que voltar lá para ver o espelho d’água, o tour no teatro em espanhol e o tour guiado pela cidade! Bom, depois de passar 15 vezes em frente do local resolvi perguntar que horas iria ter água (a esperança é a última que morre mesmo) e lá veio a facada no meu peito: O Espelho D’água só funciona a partir de 9 de Abril! Oi ?

Expectativa:

Bordeaux - Foto do site de turismo da cidade
Bordeaux – Foto do site de turismo da cidade

Realidade:

Bordeaux
Bordeaux

Quem chorou comigo levanta a mão ? Ok, ele é lindo de qualquer jeito, mas…#chateada

Em seguida continuamos nosso roteiro pelos principais pontos mencionados no mapa.

Bordeaux - Porte Cailhau
Bordeaux – Porte Cailhau
Bordeaux - Porte D'Aquitaine
Bordeaux – Porte D’Aquitaine

Vou falar bem rapidinho sobre o centro de informação de Bordeuax, eu pouco utilizo esse serviço, pois sempre buscamos as informações na internet, chegamos no destino e já vamos conhecer, mas aqui foi diferente e fiquei muito surpresa com o excelente atendimento prestado.

O centro se divide em três atendimentos diferentes: Compras de tickets e passeios, passeios pelos Châteaux e informações gerais. Eu fui extremamente bem atendida, a cidade estava cheia e consequentemente o centro de turismo também, o meu espanhol ainda não está muito bom, mas todos os atendentes foram super atenciosos e me atenderem no meu tempo e não no tempo da fila. A Isabelle, que era a responsável pelos passeios para os Châteaux foi uma mãe, eu passei pelo guichê dela umas 5 vezes (sem brincadeira) e ela me ajudou com toda a calma do mundo me indicando os melhores, me explicando alguns pontos e por fim até fez uma reserva para o meu almoço do dia seguinte. (E foi ela que me deu a notícia que o espelho d’água só voltava a funcionar em Abril =x)

Achei que valia essa dica de seguir até o centro, assim que pisar na cidade para tirar TODAS as sua dúvidas e reservar todos os passeios.

Dia 3 – Rota dos Châteaux

Se tem algo que francês sabe fazer, é: Baguete, Croissant, Vinho, Champagne, Crepe, Cassoulet e é claro Châteaux, que é um castelo, que é ou foi a casa do dono da vinícola! Sendo assim, não podíamos deixar de seguir a dica da querida Isabelle e seguir essa rota que fica na região de Médoc e fomos de Bordeaux até Pauillac.

Existe uma estrada que é a própria rota, vale a pena seguir, mas no retorno vale se perder nas estradinhas e descobrir mais coisas. É lindo ver aquele “mar” de plantação e uma “casinha” bem humilde ao fundo! Nem todos são próximos da estrada, então nem sempre é possível ver direito. A grande maioria está aberto para visitação, para os dias de semana muitos deles tem visitas guiadas de graça e aos finais de semana tem que reservar e pagar (os preços variam muito), mas o que você pode fazer é ir até o Château apenas para conhecer a loja ou comprar um vinho, assim consegue chegar mais próximo.

Bordeaux - Médoc - Rota dos Châteaux
Bordeaux – Médoc – Rota dos Châteaux
DSC01558
Bordeaux – Médoc – Rota dos Châteaux

Nosso almoço estava reservado para as 13:00 no Château D’Agassac, o local em alta temporada também recebe os turistas para o tour guiado e degustação, fora de temporada apenas o restaurante funciona. A essa hora já estávamos no final da rota de volta a Bordeuax. Nós fizemos em meio período, por que estava chovendo e por que estávamos fora da temporada, ou seja, nem todos os Chateaux estavam abertos. Eu deixaria um dia todo reservado para esse passeio, para você fazer com calma, parar em todos os lugares que você quiser, um passeio tranquilo.

Bordeaux - Château D'Agassac
Bordeaux – Château D’Agassac

Sobre o almoço, eu considero esse restaurante um dos melhores que eu já comi. Não preciso dizer que o atendimento foi excelente e o ambiente é super agradável, o que eu achei mais legal é que esse restaurante é para todos os bolsos.

Eles oferecem 4 tipos de menus (não tem a la carte) que variam de €25,00 a €150,00 e o mais bacana é que a comida é exatamente a mesma para quem paga mais caro ou mais barato, a diferença está na quantidade de pratos e no acompanhamento dos vinhos. Após provar 5 tipos de vinhos e comer muito bem, nos restou tirar uma boa soneca na parte da tarde.

Nossa última noite na França, eu queria provar o famoso crepe francês, encontramos o Nom d’une crêpe , ela fica muito bem localizado e próximo do Espelho d’água, chegamos lá por volta das 21:00 e estava cheio, precisamos esperar um pouco até liberar uma mesa e em seguida já sentados, aguardamos bastante para fazer o pedido (vá com tranquilidade), feito o pedido o seu crepe chega rapidinho. Como somos fãs de um menu, optamos por um menu que custa €13,00 e você pode escolher um crepe salgado e um doce que foi mais do que o suficiente, os crepes são bem servidos, acredito que apenas um é uma bela refeição.

Dia 4 – Arcachon

Dia de voltar para casa, mas ainda tínhamos uma manhã inteira para conhecer mais alguma coisa. Eu tinha lido na internet sobre Arcachon uma cidade praiana que fica a 65 Km de Bordeaux e é conhecida por produzir as melhores ostras da França. Como o meu marido gosta, resolvemos incluir na rota e para a minha grata surpresa a cidadezinha era uma graça, super bucólica, recheada de cafés e locais que servem as famosas ostras. A cidade parece cenográfica, de tão bonitinha e bem conservada.

Fomos até o mercado municipal, onde aproveitamos para comprar algumas coisinhas: patês, azeitonas e afins. Por lá mesmo encontramos o Oysters Bar um local bem legal para provar as ostras,  que você pede pelo tamanho, o número 1 é a maior e a mais tradicional.

Para fechar a nossa escapada do feriado, ao lado de Arcachon tem as Dunas d’Arcachon Dune du Pyla que são consideradas as maiores dunas da Europa, nada de Bug ou esqui bunda, lá tem uma escada para subir até o topo, que está a 110 metros acima do nível do mar. De um lado tem a vista para o mar e do outro para uma floresta, se estiver de passagem, vale a pena!

E para finalizar, não pode ir embora dessa região sem comer dois docinhos típicos =D O mais famoso deles o Macaron e o Canelé, esse último é um doce super típico de Saint Emilion e hoje você pode comer em todas as cidades da região de Bordeaux.

O doce tem uma história super legal, antigamente para tirar as impurezas do vinho, jogava-se clara de ovo no processo de filtragem e com a gema, os padres de Saint Emilion fizeram bolinhos para distribuir aos pobres da cidade. Hoje chamam de canelé e como tudo na gastronomia, os bolinhos foram gourmetizados e vendem a preços exorbitantes.Confesso que o bolinho não me agradou muito, mas é super valido provar.

Canelé
Canelé
Macarons
Macarons

A França me encantou e tirei aquela visão de que francês é tudo mal educado, eu fui muito bem recebida nessa viagem! Já estou querendo voltar e, se tudo der certo, ainda esse ano estarei por lá novamente!

As opções de restaurantes e Chateaux nessa região são tantas, que nós fizemos um post com algumas dicas extras, vale a pena conferir – Clique Aqui

 

5 comments

  1. Boa Tarde
    Moro em Bordeaux mas sou Português. Muito boa a sua descrição da cidade.
    Queria simplesmente deixar uma correcção de forma a quem ler o seu texto e pesquisar algo na internet, não vá ao engano.
    O nome da duna é Dune du Pyla e não Dunes d’Arcachon.

    Cumprimentos

    1. Olá Raimundo, muito obrigada pelo comentário e por nos ajudar a deixar o blog com as informações atualizadas, vou corrigir no post o nome da duna. Seja bem vindo ao nosso blog e espero que continue acompanhando as nossas aventuras.

    1. Olá Ivan, que bom que gostou!

      Acho que para a escolha do hotel é importante saber se você vai alugar carro ou se vai fazer os passeio por conta, falo isso por que a maioria dos hotéis no centro da cidade não oferecem estacionamento free e estacionamento é algo bem caro por lá, se você não estiver com carro acredito que a melhor opção é ficar no centro, pois consegue fazer tudo a pé ou de transporte público, já que o transporte de Bordeuax é ótimo! Eu não conheço nenhum hotel para indicar, pois não fiquei nessa região, mas fiz uma busca de alguns que pela localização são boas opções. Busquei de todos os valores, pois não sei qual é a sua média. Agora se estiver de carro, indico o que eu fiquei mesmo que tem o link no post 😉

      Ibis

      Mercure

      Hotel des 4 soeurs

      Hotel L’Opera

      Hotel Majestic

      Boa Viagem =D

  2. Bem, minha viagem de 30 anos agora estah decidida! Bordeaux here we go! E desta vez, sem ser correspondente, porque com este post nem preciso escrever mais nada! s2

Deixe uma resposta