A encantadora Girona – Catalunha

Uma cidade cortada pelo rio Onyar, de um lado a cidade velha do outro uma cidade moderna. Do lado velho, ruelas estreitas e charmosas para você vagar sem rumo e sem pressa, na beira do rio graciosas casinhas  na sua maioria com a bandeira da Catalunha pendurada. Se tratando de uma cidade europeia, não poderia ser diferente, mesinhas para um café estratégicamente localizadas, te convidando para uma pausa no passeio, aquela pausa para curtir o momento, a companhia e o destino. Do outro lado simplesmente um cidade moderna!

Se não fosse a bandeira da Catalunha, você iria achar que eu estava falando de Florença e você não está de um todo errado, pois as duas realmente devem ter algum parentesco! Mas a estrela da vez é Girona, uma cidade medieval rodeada pelas muralhas que resistiram a uma época cheia de histórias, que é possível descobrir em poucos dias pelas inúmeras atrações culturais que a cidade oferece.

Nosso ponto de partida foi a Catedral de Girona, que está localizada no coração da cidade velha, mas para chegar lá é necessário caminhar pelas pequenas e apertadas ruazinhas do centro da cidade. Fomos surpreendidos logo de cara com a enorme Catedral, que fica no topo de uma escadaria tornado-a mais imponente. Ao meio de tantas casinhas e edifícios pequenos, ela se destaca pela sua grandiosidade e sua fachada de pedra e merecem uma atenção especial ao detalhe dos santos que contornam a sua porta principal.

É possível ter uma real dimensão do seu tamanho ao dar a volta na sua construção e  ver a parte de trás da Catedral. A sua principal característica é a sua nave gótica, que é considerada a mais larga do mundo com quase 23 metros, aliás é a segunda maior nave de qualquer estilo perdendo apenas para a Basílica de São Pedro que tem 25 metros e é do estilo renascentista.

Catedral de Girona - Catalunha

Basílica de Girona – Catalunha

Catedral de Girona - Catalunha
Catedral de Girona – Catalunha

A parte velha de Girona é toda delimitada pelas muralhas medievais, hoje uma das atrações principais da cidade é caminhar pelo o que restou das muralhas, assim dando a volta na cidade. É onde fica grande parte das atrações da cidade, vale a pena explorar! Já as Casas Onyar, ou casas do rio como você preferir, podem ser apreciadas e fotografadas de qualquer lado da cidade, essas são as antigas casas “penduradas” sobre o rio Onyar e acredito que são elas que dão cor e charme para essa cidade medieval.

As pontes também atraem muitos dos olhares e cliques, ou melhor dizendo – A ponte: a Ponte de Ferro, uma ponte construída em homenagem ao Gustavo Eiffel, feita pela mesma empresa que levantou a Torre Eiffel.

Muralhas Medievais de Girona - Catalunha
Muralhas Medievais de Girona – Catalunha

Girona tem bastante influência Árabe, devido a época em que os muçulmanos invadiram a região. Até hoje é possível ver e até viver um pouco dessa cultura, pois a cidade conta com um bairro Árabe, além do museu dedicado à esses povos, a arquitetura, restaurantes e pra mim o mais interessante: A Casa de Banhos Árabe.

Construído em 1194, até o ano de 1366 eram banhos públicos e depois passou a ser privado. Desde a data de construção, o ambiente sofreu mudanças significativas. Inicialmente foram construídos na periferia da cidade e estão agora rodeados por uma área urbanizada e habitada.

Casa de Banhos Árabes - Girona
Casa de Banhos Árabes – Girona

Girona, está à 100 Km de Barcelona, você pode optar por um bate e volta da capital, seja de carro ou de trem; mas eu aconselho ficar  pelo menos um final de semana e curtir a cidade na maior tranquilidade, desfrutando de cada ruazinha e cada restaurante que esse cantinho mágico e delicioso pode oferecer.

Se você não gosta de tanta tranquilidade o que não falta são atrações culturais que você pode conhecer melhor no site de Girona. Outra boa opção é descobrir a região, dizem que a Costa Brava tem as mais belas praias da Espanha!

Já no quesito gastronomia, tenho duas boas dicas:

Blanc, acertamos em cheio na escolha do restaurante Blanc para a comemoração de 30 anos de casados dos meus pais, excelente opção a um preço super justo ao que se oferece, atendimento ótimo e ambiente acolhedor. O restaurante fica dentro de um hotel do lado mais moderno da cidade, é aconselhável fazer reserva, caso você opte pelo jantar é possível pegar a opção de menu, mas é necessário solicitar na reserva.

DRAPS , apesar de estar localizado na parte velha da cidade tem um ambiente muito moderno, além da opção a la carte é possível optar pelo menu, e foi o que nós fizemos. Vá com fome, pois o menu é muito bem servido e nós não conseguimos dar conta do recado! O bom de optar pelo menu é que você paga um preço único, por entrada + prato principal + sobremesa, bebidas como: vinho, água e café também estão inclusos no valor. Se quiser uma cava para começar e brindar o passeio é só pedir, que também está incluso na opção do menu. Para esse restaurante, também recomendo reserva antecipada.

Os dois são excelentes opções. Eu não saberia explicar o por que, mas o Blanc foi o meu preferido, talvez pelo momento, pela comemoração, enfim, realmente não sei o por que! O dois tem o preço muito semelhante, que giram em torno dos 25€ por pessoa.

Girona - Catalunha
Girona – Catalunha

Muitas vezes buscamos os destinos mais famosos, aquele que todo mundo fala, que todos visitam e acabamos deixando lugares tão agradáveis como esse passar batido. Além de Girona, o Passaporte com Pimenta já publicou outras dicas possíveis de fazer em um bate e volta direto de Barcelona, se você ainda não conferiu os posts de Montserrat e Siurana confira e descubra os verdadeiros encantos que a Catalunha tem para oferecer.

2 comments

  1. Oi Maytê… Girona mora em meu coração. Passei uns poucos dias na cidade e ela me conquistou. A Catedral entrou em minha lista de mais belas igrejas. A cidade velha é puro charme. Comemos muito bem e fomos bem tratados.

    Aqui tomei o melhor sorvete de minha vida e troquei ideia com pessoas interessantes. Foram dias encantadores.

    beijos Ana

    1. Ana, realmente encantadora, Girona ganhou nossos corações!
      Uma pena não ter provado esse sorvete tão famoso, assim que voltei de lá comecei a ler alguns reviws sobre o local. Tá um bom motivo para voltar rs…

      Obrigada por vir aqui conhecer blog 😉 Seja bem vinda!

Deixe uma resposta