Highway one – Pacific Coast

Califórnia

Chegou o grande dia, seguir pela rota mais cênica da Califórnia, a Highway One. Estávamos todos ansiosos por aquela experiência. Carro conversível, check. Tanque cheio, check. Foram 700 km de estrada, de São Francisco até Los Angeles, passando pelas paisagens mais deslumbrantes que uma singela estrada poderia oferecer.

Foram inúmeras paradas ao longo do caminho. Pausas para as fotos, pernoites e por que não para um piquenique na costa do Pacífico ? O motorista também precisou de alguns momentos para respirar, o passeio foi mesmo de perder o fôlego.

Prontos para esse relato? Respira fundo e vamos lá…

Por uma estrada não tão cênica, a nossa primeira parada foi em Palo Alto.

Local onde se concentram as sedes das gigantes da tecnologia: Facebook, Google, LinkedIn, Microsoft entre outras…Eu não sei muito bem o que eu esperava com essa passagem por lá, mas se você já assistiu o filme Os Estágiarios, talvez imagine que vai chegar ao local e vai ver um monte de gente tomando sol nas cadeiras coloridas ou até mesmo uma turma andando de bicicleta e porque não um carro andando sozinho ?

Mas a verdade nua e crua é que no Google todo mundo trabalha, e aquilo era só um filme (me pergunto o por que não pensei nisso antes). Talvez isso aconteça nos horários livres, depois do expediente, mas assim como todas as empresas do mundo, os Googlers (funcionários da Google) trabalham e não brincam em serviço.

Leia nosso post de São Francisco

Califórnia
Google – Califórnia

O que vimos por lá foi: as bicicletas estacionadas, as cadeiras coloridas tomando sol sozinhas e também os bonecos do Android (sistema operacional do Google)  estampando a entrada de um dos prédios da empresa. Ao perguntar se a gente podia entrar, a resposta foi simples e objetiva: Não, me desculpem!

O mesmo aconteceu no Facebook, diferente dos objetos coloridos só encontramos mesmo um joinha (Like) em azul, anunciando que ali era o prédio da empresa e por incrível que pareça, as pessoas também trabalham por lá. Não entendi o porquê estávamos surpresos, afinal de contas, já havíamos pesquisado e sabíamos que não era possível entrar. Não encontramos nenhum tipo de tour (interno) pelas empresas, mas esse jeitinho brasileiro de achar que para tudo tem um jeito nos levou até lá e dar de cara com a porta.

Sem muito sucesso com o nosso momento Geek (nerd), fomos nos divertir onde sabíamos que a entrada era permitida. Santa Cruz, um local tão alegre quanto a minha imaginação com relação ao Google. Colorido e cheio de gente se divertindo, afinal de contas, nós estávamos em um parque de diversões e não em uma empresa (pensando bem, isso faz todo sentido).

Califórnia
Santa Cruz – Califórnia

A cidade que não é muito grande, tem um simpático parque de diversões na beira da praia, o local parecia muito familiar. Já que esse é um cenário típico de filmes que rodam na Califórnia. Perdi as contas de quantos filmes assisti com aquele plano de fundo. Estava aguardando a próxima cena: o casal apaixonado, na roda gigante, trocando juras de amor, que seguem para a barraquinha de tiro, onde o jovem garoto, galanteador e bom de mira ganha aquele enorme bicho de pelúcia. Entrega para a sua amada e os dois vão embora comendo uma maçã de amor. A claquete bateu, o diretor gritou: CORTA! E eu voltei para a realidade.

Nada disso aconteceu, mas a roda gigante era real e as barracas com brincadeiras onde você ganha pontos para trocar por algo também eram. O casal apaixonada ficou por conta do meu marido e eu, ele não atirou e eu muito menos ganhei meu urso de pelúcia, jogamos juntos nas mais diversas atividades, acumulamos muitos pontos e conseguimos trocar tudo aquilo por duas molas coloridas. Sempre desconfiei que as pelúcias são praticamente inalcançáveis. Ou será que éramos ruins mesmo ?

Confira como foi nossa passagem pelos parques nacionais:  Death Valley National ParkYosemite e Grand Canyon.

Com nossas molas coloridas, lembrança de um dia divertido, seguimos para Monterey.

A cidade é uma parada obrigatória, é aqui que vamos dar início a deslumbrante rota tão mencionada.

Mas antes, a pausa pela cidade que recebe o maior aquário do estado da Califórnia, Monterey Bay Aquarium. Essa é a grande atração da cidade, o local foi inspiração para a criação do Marine Life, o aquário do filme Procurando Dory. São mais de 600 espécies e tanques abastecidos com água do mar. Optamos por não entrar, o tempo era curto na cidade e o valor para conhecer era alto (50 dólares), dedicamos nossa atenção para a encantadora Cannery Row, a principal rua de Monterey.

Califórnia
Monterey – Califórnia

Não muito distante, Carmel foi a nossa próxima parada.

Busque pela estrada: 17 Miles Drives, e seja feliz! Foram cerca de 27 km percorridos por uma simpática estrada, para isso você terá que pagar 10 dólares (por carro), nem pense em titubear, a entrada é por que você irá passar por dentro de um condomínio (vale a pena cada centavo).

17 Miles Drive - Califórnia
17 Miles Drive – Califórnia

Ao longo do trajeto é possível ir parando, entre uma parada e outra, você pode seguir até praia que está praticamente coberta pelas pedras. Aliás, são elas que dão um toque especial para esse pedacinho da viagem.

Seria injusta com o mar, com o seus mais variados tons de azuis que engrandecem o horizonte. Mirante é o que não falta por lá, afinal de contas essa é uma rota para ser degustada, e não engolida as pressas. Se você está pensando em passar por aqui correndo, pode tirar o seu cavalinho da chuva, essa estrada deve ser feita aos poucos, para sentir cada um dos “ingredientes” (mar, pedra, jardins e mansões). Mansões sim, estamos dentro de um luxuoso condomínio, aquele onde as casas se tornam atrações turísticas.

E a tacada final fica por conta do golfe, oi ? O que o golfe tem a ver com tudo isso ? Campos de golfe estão espalhados pela costa do pacífico, já não mais pé na areia, um pouco mais alto, as montanhas se transformam em campos com as gramas mais bem aparadas que eu já vi na minha vida. Só podia ser um condomínio de luxo, campos de golfe de frente para o mar me fez imaginar quantas bolinhas são perdidas por dia ali.

Carmel - Califórnia
Carmel – Califórnia

Vizinha do condomínio luxuoso, chegamos a Carmel. A prima rica das praias da região.

Pra mim, quando a cidade tem muita galeria de arte (pequena) já é um aviso: Maytê, essa é aquela cidade que você passa, conhece e vai embora, porque aqui até a água custa caro.

O mercado da cidade também tinha um ar de local luxuoso, sim a mesma garrafinha de cerveja e alguns salgadinhos que compramos no Wallmart  a preço de banana, lá custavam preço de blueberry. : )

Califórnia
Carmel – Califórnia

Seria um clichê dizer que a cidade parece que saiu de um quadro? Mas, algo bem próximo disso é verdade. 60% das casas de Carmel foram construídas por cidadãos que estavam dedicando suas vidas para trabalhos ligado às artes estéticas. Isso foi o que o San Francisco Call (hoje, San Francisco Examiner) publicou em 1910.

Conhecemos a cidade através de uma única rua, Ocean Avenue. Ela corta a cidade de ponta a ponta e nos levou direto para a praia, com direito a paradas para admirar verdadeiras obras de arte da arquitetura. Restaurantes, lojas, galerias e mais galerias, no seu mais apaixonante estilo, estilo da cidade de Carmel – único.

Como você deve imaginar, a prima rica não tem barraquinhas na praia, então se o seu objetivo é tomar uma cervejinha enquanto aprecia o mar, não esquece de comprá-la no início da Ocean Avenue.

Califórnia
Carmel – Califórnia

 

Começamos a Road-Trip por Las Vegas: Confira aqui as dicas

 

Califórnia
Carmel é uma cidade pet friendly – Califórnia

Perdemos o contato pé na areia e começamos a ver o mar do alto, do alto da montanha, seguimos nossa viagem com essa vista até Santa Maria. O mar visto lá de cima, tinha uma tonalidade de azul bem escura, que formava um belo contraste com as nuances de azul claro da beira da praia e parecia que existia uma guerra com os tons dos desfiladeiros, as cores terrosas e o verde vivo da grama que agradecem todos os dias por terem nascido naquela paisagem. Como se ainda não fosse o suficiente naquela guerra de contrastes, as florzinhas amarelas invadiram o gramado dando o toque final para que tudo aquilo se torne inspiração para algum artista.

Califórnia
Pacific Coast Highway – Califórnia

Parecia mesmo uma guerra de cores, quem vai ser o mais bonito e se destacar naquele espetáculo? Se é mesmo algum tipo de guerra, eu não sei, só sei que era uma guerra do bem, e quem saiu ganhando fomos nós, turistas, que passeamos por esse deslumbrante caminho.

Ah falando em caminho, aproveitamos cada um deles que apareciam em nossa frente. Os desfiladeiros oferecem pequenos caminhos de terra que nos levaram até a ponta do penhasco e onde parecia que não era possível a paisagem ficar mais bonita, a natureza nos provou que sempre é.

Califórnia
Pacific Coast Highway – Califórnia

De todas as nossas paradas, a que mais nos chamou atenção foi a Pfeiffer Beach. Que assim como as outras, vi apenas de cima. Uma pequena praia com uma cachoeira, isso não é incrível ? Quantas vezes você viu uma cachoeira em uma praia ? Eu achei sensacional e acolhedora. Ela era pequena, acho que era possível correr de ponta a ponta sem se cansar. A natureza, que é muito generosa, deu de presente uma queda d’água para embelezar ainda mais aquele pedacinho da Terra.

Califórnia

Além dos inúmeros mirantes que encontramos ao longo da estrada, encontramos também locais para piquenique, nós que não somos bobos nem nada aproveitamos um desses estacionamentos, com estrutura de mesas e alguns até de banheiro para fazer o nosso almoço. Um gostoso piquenique com uma bela vista, só faltou mesmo nossa toalha xadrez. =x

Califórnia
Pacific Coast Highway – Califórnia

Leia também sobre:Disneyland e Six Flags na Califórnia

Santa Maria, Malibu e Santa Mônica, que foram respectivamente as nossas próximas paradas, infelizmente não ofereceram nada de muito diferente do que as praias que estamos acostumados no Brasil. Talvez mais limpas, mas considerando Malibu, tão cheia quanto a praia de Copacabana no final do ano.

Santa Mônica deixamos o quesito praia de lado e voltamos para o universo dos parques de diversões montados sob um píer, essa é a realidade de Santa Mônica uma cidade que está colado com Los Angeles. Já contamos sobre as duas nos seguintes posts Los Angeles

Califórnia
Pacific Coast Highway – Califórnia

E eu achando que só de parques naturais vivia a Califórnia, essa viagem foi o combo perfeito para a Califórnia atingir o topo da minha lista e estar em primeiro lugar das minhas viagens preferidas.

Califórnia
Pacific Coast Highway – Califórnia

 

Deixe uma resposta