Liverpool: porto marítimo e musical

Liverpool possui sua história embasada em seu porto. Por aqui passaram durante muito séculos mercadorias e pessoas destinadas aos quatro cantos do mundo. Foi estabelecida como cidade em 1207 pelo Rei John e desde então utilizada como base marítima/naval pela Inglaterra.

Considerada uma cidade portuária de extrema importância para o país, alcançou seu pico populacional em 1932 com 870.000 pessoas. Porém já foi considerada uma das piores cidades para se morar quando em 1840 a expectativa de vida era de aproximadamente 15 anos. Se lembrarmos das aulas de história, nos recordaremos da importância naval para a economia da época, com o descobrimento de novas terras. Com o intenso tráfego de mercadorias e pessoas e consequentemente, de doenças, temos então a condição ideal para fazer a população portuária, carente de infraestrutura, padecer.

Pegamos um trem, quer dizer 3, para chegar até Liverpool partindo de Manchester. Leve guarda chuvas! A chuva que não parou por um minuto.

Liverpool
Liverpool

Leia também: O contraste do moderno e antigo em Manchester

O estiloso contemporâneo Museu de Liverpool fica na região do Albert Docks. Imponente e de frente para as águas do Rio Mersey, a vista para a cidade é deslumbrante. Para nós que somos uma nação com pouco culto a museus, te diria que este vai te surpreender. Com diversos painéis digitais espalhados e barulho por todo lado, no último andar de um lado estão expostos detalhes dos Beatles, do futebol e sobre alguns escritores famosos da cidade. Do outro, você verá sobre o período da Primeira e da Segunda Guerra em detalhe, com roupas, armamentos e documentários bem detalhados. Sim, o museu é assim uma mistura do famoso tudo junto misturado.

Liverpool
Liverpool

O segundo andar apresenta artigos que evidenciam a história popular da Inglaterra, demonstrando a luta para o voto feminino ou mesmo as lutas sindicais. Estamos afinal falando de um povo com situações extremas de trabalho e com péssima remuneração, por grande parte do dos últimos 2 séculos. Neste andar, ainda estão detalhados os primeiros sinais de civilização, mais de 10.000 anos atrás, e também a influência das geleiras para a formação da cidade atual.

Liverpool
Liverpool

No geral, a disposição do acervo é bastante alternativa e dinâmica, contando inclusive com atividades para crianças. Não deixe de ver a quantidade expressiva de docas que Liverpool possuiu no início do século passado e a pequena exposição sobre cinema.

Eu devo dizer já de início, que não sou tão fã de Beatles. Uma música ou outra me fascinam. Mas a exposição do The Beatles Story foi fantástica. Primeiro, pois inicia mostrando a realidade dura e crua daqueles adolescentes na década pós guerra. A situação de suas famílias e como o gosto pelo música começou. De começo, também lhe digo que me surpreendeu o valor da entrada, cerca de 14 libras. Mas ao fim, ver como e onde tudo começou, foi esclarecedor. Principalmente, pois no início do tour, recebe-se uma aparelho com fone de ouvido, narrando em português (do Brasil) cada uma das seções.

Leia também: Estrasburgo – entre tantos conflitos, hoje – A Capital da Europa

Liverpool
Liverpool

Como já era de se esperar, o acervo mostra detalhes intímos da vida deles e também informações que pouco conhecíamos. Em algumas partes, eventos importantes ou chocantes, como por exemplo a morte de Brian Epstein, empresário e melhor amigo dos músicos, te trazem exatamente a sensação e a emoção que eles possuia. Tristeza, trabalho duro, anonimato, extrelato, fã enlouquecidas, filhos, família, término da banda e posteriormente, morte de John e George são intensamente bem detalhados e vividos por nós, meros expectadores desta incrível história.

Próximo à exposição do The Beatles Story encontramos um restaurante típico: The Smugglers Cove. Neste, a luz é ou proveniente das janelas ou de pequenos candelabros espalhados pelo restaurante. Aqui, típico é hambúrguer, cerveja e drinks a base de rum. Achei bem legal que eles tinham até um vinho da Serra da Campanha. É muito difícil encontrar vinho brasileiro aqui no velho mundo.

Liverpool
Liverpool

Pedimos um Camembert de entrada com bacon,o qual é o melhor amigo da rainha e está presente em todas as mesas inglesas. Este veio picadinho sobre o queijo derretido, acompanhado de maçã verde, maçã vermelha, salsão e rabanete. Excelente!

Liverpool
Liverpool

Como prato principal, um peito de frango assado com especiarias para mim e para o marido um sanduíche de carne bovina! Ambos deliciosos e acompanhados de excelentes bebida! A casa é conhecida pelos drinks a base de cerveja e rum, portanto experimente! O valor não é dos mais baratos, mas vale muito a pena!

O museu marítimo de Mersey detalha a história e o poderio de outrora. Lusitania, o maior navio movido a vapor, possui uma réplica perfeita em exposição. O navio que era o símbolo do domínio de Liverpool pelo Atlântico afundou, após ser atingido por 2 torpedos próximo às margens da Irlanda, durante a Primeira Guerra Mundial. Mais de 1100 pessoas morreram no incidente e diversas famílias ficaram devastadas. Ainda hoje o navio continua sendo um símbolo para a cidade.

Leia também: 9 lugares imperdíveis em Dublin

A cidade também é o berço para o querido Titanic e outras embarcações que conquistaram o mundo. A trilha sonora que embala a seção a respeito do naufrágio mais trágico de todas as eras, te leva para uma condição totalmente real e te faz realmente compreender a ganância da época. Foram salvas 705 pessoas e mais de 1500 vidas foram perdidas, sendo sua história apresentada pelo acervo com uma riqueza impressionante.

Liverpool
Liverpool

A catedral é estonteante. Sem palavras para comentar a beleza interna, o pé direito imenso e a sua cor, ou porque não dizer a falta dela. Dentro um órgão enorme, paredes marrons e um espaço praticamente infinito. Sentei-se em uma das cadeiras e fique somente apreciando esta obra iniciada em 1904 e finalizada em 1978. Mesmo se a sua vibe não for igrejas, você não vai se arrepender!

Liverpool é assim, é rica em história, pela importância do seu porto e consequentemente, dos seus músicos, os fabulosos 4. Se tiver tempo e for realmente fã, indicamos ainda ir ao The Cavern. Sim, o bar onde a banda se apresentou diariamente por diversos anos, ainda existe e é possível visitá-lo. Se a sua pegada é futebol, você provavelmente já sabe que o estádio do clube mais famoso da cidade é também um must-go. Se a sua pegada é história, não deixe de ir no museu da escravidão, apesar que já te digo que é bastante triste. Se a sua pegada for arquitetura contemporânea, não deixe de ir na Catedral Metropolitana, que lembra, de longe, a de Brasilia. E por último, como sempre falamos aqui, se perca pela cidade, ande a vontade! O centro é lindo e possui excelentes boutiques!

Liverpool
Liverpool
Salve esse post de Liverpool para ler mais tarde

Descubra a cidade dos  Beatles, com um museu completo sobre a maior banda de rock.

1 comment

  1. Foi mágico ler este post e conhecer Liverpool pelos seus olhos Ly.. As fotos lindas e todos os detalhes descritos facilitaram vivenciar a experiência de sua viagem…

    Particularmente achei Incrivel!
    Beijos

Deixe uma resposta