O blog

O Blog

O Passaporte com Pimenta nasceu pelas mãos de uma amante do mundo, disposta a deixar a família pra trás se mudar para o velho continente só pra ter a facilidade de viajar mais.

Um blog de viagem que aborda os destinos de uma maneira literária, que pega o leitor pelas mãos e literalmente viaja com ele pelo mundo. Destinos que vão te surpreender, vilarejos que você nunca ouviu falar e cidades comuns de um jeito que você nunca viu.

Por que Passaporte com Pimenta

A endorfina, também conhecida como hormônio da felicidade, é uma substância naturalmente produzida em nosso corpo. Já foi comprovado por estudos científicos que viajar pode ser um grande causador de liberação do hormônio da felicidade, assim como a pimenta também provoca a liberação da endorfina. Ambos são analgésicos naturais que podem ser até 20x mais potente que um medicamento.

O Passaporte com Pimenta é só felicidade! E além dos hormônios que ambos liberam a pimenta vem para temperar as nossas viagens. Se na culinária o tempero é o segredo para a boa comida, os nossos textos estão muito bem temperados e apimentados de dicas valiosas.

O segredo do nosso tempero vem de família: muita pesquisa para realizar uma viagem.

Fugindo um pouco do arroz e feijão de cada dia, o Passaporte com Pimenta gosta de destinos surpreendentes.

Assim como qualquer prato inusitado, os nossos relatos foram escritos para ser saboreado, linha a linha, palavra a palavra. Sem pressa para terminar.

Viva essa viagem, apimente a sua vida e explore destinos diferentes.

Quem escreve: Maytê Scaravelli

Hoteleira por formação, turista por vocação! Saí da área da hotelaria porque queria mais ser hóspede do que hospedar. Me aventurei por anos na área de eventos corporativos, encontrei uma empresa que me apoio em todas as minhas maluquices e a cada novo evento uma viagem ao mundo da lua.

Meu marido com cidadania alemã e eu com a italiana largamos tudo no Brasil e nos mudamos para o velho continente, em busca de novas experiências e afim de estar no centro do mundo para facilitar as nossas viagens e explorações.

Com um histórico de viajante e a sede de desbravar cada pedacinho desse mundão, tirei o projeto do blog da gaveta e coloquei ele para rodar.

Hoje vivo cada uma das minhas viagens três vezes: antes, durante e depois! Minha mãe diz que tenho rodinhas no pé. Meu pai diz que eu vivo no mundo e passeio em casa. Eu digo para o Chris: Vamos? E ele responde: Vamos!

Te convido leitor a viajar comigo, vamos?