Óbidos: a queridinha dos turistas!

Óbidos

Óbidos é sim a queridinha de todas os turistas que passam por Portugal.

A história é sempre assim: Já foi para Portugal? Conheceu Óbidos? Isso, aquela cidade medieval, de uma rua só e de casinhas azuis e amarelas. Gostou? Ah, me encantei!

É quase sempre assim que se sucede uma conversa sobre esse destino tão querido.

Óbidos é um pequeno vilarejo português, que está situada a 80 Km da capital. Em 2015, foi considerada patrimônio mundial pela UNESCO.

Óbidos
Óbidos

Ah, deixe-me explicar logo no começo. Óbidos não vem de óbito (aqui não tem nada macabro), o significado do nome vem de: ópido, do latim, que significa cidadela – cidade fortificada.

Óbidos
Óbidos

A cidade é conhecida como: os Presentes das Rainhas. O local fazia parte do dote das rainhas portuguesas até 1834. Acabou por virar presente das damas daquela época.

Até parece que esse vilarejo foi construído e feito para ser descoberto como um presente mesmo. Um presente em uma caixa bem grande e bonita que será descoberta aos poucos. Talvez em meio período você descubra tudo.

Óbidos
Óbidos

Aqui nada de laço vermelho, começamos a abrir essa bela caixa com um laço azul. Entremos pela “porta da vila’ e a sua primeira descoberta será uma parede toda decorada com azulejos portugueses. Neles estão estampados cenas da Paixão de Cristo.

Óbidos
Óbidos

Leia também: Uma viagem gastronômica por Lisboa

Lembre-se: existe uma caixa cheia de surpresas bem na suas mãos!

A caixa fica por conta das muralhas, que rodeiam boa parte da cidade. Caminhar sobre elas é ter aquele sentimento de animação por não saber o que está por vir. Pois é lá de cima que teremos uma vista completa do que aquela “caixa de presente” nos reserva. Se eu fosse você, não estragaria a surpresa e deixaria esse passeio por último. Opte por apreciar o seu presente aos poucos.

Para isso, sem medo de se perder (até mesmo, porque não é possível) caminhe e perambule pelas ruazinhas de pedra da cidade. Entre um passo e outro, aproveite para admirar as lojinhas que invadem as calçadas. Valorize o artesanato local, aprecie as vitrines que são montadas nas próprias paredes externas. E, se der sorte, se encante pelas flores coloridas que realçam as paredes brancas contrastando com os detalhes em azul e amarelo.

Óbidos
Óbidos

Se você mexer mais um pouco na caixa, não vai demorar para descobrir o próximo presente: a ginginha. Se Óbidos é a queridinha de Portugal, diria que a ginginha é a queridinha de Óbidos.

Licor de ginha, essa é a bebida que representa essa pequena vila portuguesa. Servida em um copinho de chocolate, a fruta é muito confundida com cereja, mas não se engane e nem pergunte para o português o que é ginha. A resposta será clara, objetiva e bem portuguesa: Ué, ginha é ginha. É cereja? Não é ginha!

Óbidos
Óbidos

Leia também: Nem só do azul vivem os azulejos do Porto

Talvez a essa altura a caixa já esteja esvaziando. Eu te disse, a cidade não é muito grande e se os seus passos forem largos, o presente se esgota em um piscar de olhos.

Passe pela Igreja de Santa Maria e Igreja Santiago, essa última hoje virou uma livraria.

Hora de pegar a caixinha e colocá-la sob suas mãos, olhe ela de cima. E como se fosse um presente para uma criança, vai achar que a cidade que você está olhando é um brinquedo dentro da caixa. As muralhas moldam as casinhas que parecem terem se apertado para caber lá dentro.

Óbidos
Óbidos

Um universo branco, com rastros de azul e amarelo dominam toda a cidade. As telhas alaranjadas definem as silhuetas dos telhados, enquanto as pedras da muralha dão as formas daquele pequeno vilarejo.

Óbidos
Óbidos

Essa é a cidade de Óbidos, vista de cima. Caminhe pelas muralhas da cidade, desça, feche a caixa e guarde para sempre nas memórias um presente inesquecível.

Se você gostou de Óbidos, vai se encantar por Évora – leia aqui

Óbidos
Óbidos

2 comments

Deixe uma resposta