Chapada dos Veadeiros, o Paraíso de Goiás

Perfeito para viagem de feriado curto ou longo. O Parque Nacional Chapada do Veadeiros, em Alto Paraíso de Goias, é um lugar que você, amante da natureza,  tem que conhecer.

Como chegar em Alto Paraíso de Goiás:

Nós pegamos um avião até Brasilia e de lá alugamos um carro. O Waze nos levou sem problemas porem, tem uma pedaço da estrada que não esta muito bem sinalizada e pode ser perigosa, é melhor dirigir durante o dia. Depois de duas horas de estrada em fim chegamos numa cidadezinha hippie, cheia de barzinhos, hostels e uma que outra fumaça.

Estrada de Alto Paraíso de Goiás
Estrada de Alto Paraíso de Goiás

Onde ficar:

Ficamos em um hostel pequeno, mas muito legal onde conhecemos gente do brasil inteiro. Por ser uma cidade turística, tem muitas opções de hospedagem, desde o mais hippie até lugares chic como a Pousada Camelot Inn.

Sobre UFOs e ETs

O principal motivo pelo qual as pessoas vão para Alto Paraíso de Goias é o Parque Nacional Chapada dos Veadeiros, um parque natural cheio de cachoeiras e paisagens lindas das quais você chega depois de fazer trilhas pelo meio do mato, mas isso não é o único atrativo da região.

Pois é, Alto Paraíso é muito conhecido pelas suas qualidades místicas. Tem quem fale que já viu UFOs e ETs na região que é dona de uma energia diferente graças ás toneladas de cristais de quartzo que constituem seu solo.

Se você é apaixonado por esse tema, Alto Paraíso seria o lugar perfeito para você, tem palestras e eventos especiais para a aficionados. Mas se não gostar disso, não se preocupe, eu não vi nada de diferente além de o Disco voador que enfeita a entrada da cidade.

O que fazer:

Além de curtir a natureza do lugar, em Alto Paraíso você pode fazer muitas coisas,  é uma cidade bastante alternativa, você encontra feirinhas de artesanato todas as noites, restaurantes não convencionais, barzinhos e lojas de designers independentes. Tem alguns lugares especiais para fazer aulas de ioga e meditação.

Onde Comer:

O lugar muito recomendado para comer e o Cravo & Canela, um restaurante vegetariano onde comi o hambúrguer sem carne mais gostoso da vida, se esqueça da soja e o tofu tradicional na maioria dos cardápios vegetarianos, o lanche desse lugar é muito diferenciado, com ingredientes diferentes e o lugar é um charme.

Recomendações:

Não é necessário o acompanhamento de um guia, então você pode ir com seus amigos no seu ritmo, só precisa se preparar com uns bom tênis, água, protetor solar, alguma coisa para comer e repelente.

Mas a diversão não está só nas cachoeiras, antes de chegar no Parque Nacional, a estrada tem muitas paisagens lindas, e não é surpresa você ver balões no céu, pois é um dos atrativos do lugar.

Alto Paraíso de Goiás, Goiás.
Alto Paraíso de Goiás, Goiás.

Um outro lugar que nos gostamos muito foi o Jardim de Maytreia, realmente é um visual muito lindo da terra e das montanhas, é muito grande e aquela forma bizarra das montanhas te fazem se sentir em um outro planeta.

Alto Paraíso de Goiás, Goiás.
Alto Paraíso de Goiás, Goiás.

Chapada dos Veadeiros

Na verdade, o parque Nacional Chapada do Veadeiros não fica bem na cidade de Alto Paraíso, fica a uns 36 km de distancia num Distrito chamado São Jorge. Tem muitas pessoas que ficam para dormir ali, na antiga vila de garimpeiros do séc. XX.

O parque tem mais de 10 cachoeiras e é muito fácil chegar nele. É super recomendado chegar muito cedo pois assim as trilhas estão mais desocupadas e o sol está num ângulo perfeito.

As trilhas mais famosas não são muito exigentes, e deixam você se apaixonar com a natureza.

Salto do Rio Preto I

Salto do Rio Preto, Chapada dos Veadeiros
Cachoeira Salto do Rio Preto, Chapada dos Veadeiros

A primeira trilha que fizemos foi para o mirador dos Saltos do Rio Preto, duas impressionantes cachoeiras de 80 e 120  metros de altura.

A trilha tem uma distancia de 6 km e levamos umas 4 horas para percorrer, pois tem algumas subidas e descidas importantes, mas vale a pena pois a vista das cachoeiras são muito bonita.

Salto do Rio Preto II

Salto do Rio Preto II, Alto Paraíso de Goiás
Salto do Rio Preto II, Alto Paraíso de Goiás

Loquinhas

Loquinhas foi um dos lugares que eu mais gostei pela cor da água e pelo caminho. O grado de exigência da trilha é mínimo e desde o comecinho do caminho você já pode ver água e mato por todos lados.

Você pode visitar essa cachoeira em menos de duas horas e se estiver muito quente pode tomar um banho de água fria e cristalina.

Cachoeira Loquinhas, Alto Paraiso de Goiás
Cachoeira Loquinhas, Alto Paraíso de Goiás

Nós fomos de tarde, então o sol já não bate muito na água e não conseguimos entrar pois a água estava muito fria, mas mesmo assim deu para tirar umas fotos boas e curtir do passeio.

Caminho á Cachoeira Loquinhas, Alto Paraíso de Goiás.
Caminho á Cachoeira Loquinhas, Alto Paraíso de Goiás.

Cachoeira Almécegas I e II

A trilha para chegar em Almécegas I e II é um pouco exigente, pois tem alguns trechos muito inclinados e as escadas de pedra são muito altas. É muito fácil cair, por isso tem cordas para você se segurar.

A vista da primeira cachoeira é muito bonita, pois no topo do morro da para ver de frente todas as tirinhas de água descendo com força e fazendo um barulho encantador. Um bom lugar para tirar fotos se não tiver muitos turistas.

Cachoeira Almacegas II, Alto Paraíso de Goiás
Cachoeira Almécegas II, Alto Paraíso de Goiás

Para chegar na segunda cachoeira você terá que descer o morro com muito cuidado para não cair. Embora não seja uma caminhada muito longo é exigente e cansativo, mas no final quando você chegar la embaixo e ver toda aquela água descendo bem na sua frente o cansaço desaparece.

Se estiver com muito calor é ótimo para tomar um banho, pois a água é muito fria.

Eu só toquei a água com os pés e isso foi suficiente para decidir não entrar.

Cachoeira Almacegas I, Alto Paraíso de Goiás
Cachoeira Almécegas I, Alto Paraíso de Goiás

Vale da lua

Se chama assim graças a forma das rochas, parecem obras de arte feitas por algum escultor famoso. Mas não, a formação dessa rochas é feita pela água que corre por lá ha mais de 600 anos.

Vale da Lua, Alto Paraíso de Goiás
Vale da Lua, Alto Paraíso de Goiás

O Vale da lua não é um dos lugares mais visitados na região pois é muito diferente das outras cachoeiras da Chapada dos Veadeiros.

Vale da Lua, Alto Paraíso de Goiás

Vale da Lua, Alto Paraíso de Goiás

Para chegar no Vale da lua não precisa mais que vontades e um bom par de tênis, a caminhada não é nada difícil e você pode aproveitar para entrar na água e desfrutar desse espetáculo.

Cachoeira São Bento

É a cachoeira mais fácil de chegar e também é uma das mais tranquilas para se banhar. Não tem trilha para chegar, apenas alguns metros até chegar no rio.

Cachoeira São Bento, Alto Paraíso de Goiás
Cachoeira São Bento, Alto Paraíso de Goiás

O caminho é muito bonito, tem flores e a cor da água é linda. A cachoeira não é muito grande nem caudalosa, então não tem um visual tão chamativo mas é um bom lugar para descansar.

Cachoeira São Bento, Alto Paraíso de Goiás
Cachoeira São Bento, Alto Paraíso de Goiás

Cânions e Carioquinhas

Foi o lugar que deixamos por último e foi uma excelente decisão. A trilha para chegar nas cachoeiras é longa. São 4 km, alguns trechos de subida, outros de descida, algumas passarelas e riachos escondidos fazem do caminho o mais atrativo sacrifício da Chapada Dos Veadeiros.

Trilha para Cânions e carioquinhas, Alto Paraíso de Goiás
Trilha para Cânions e carioquinhas, Alto Paraíso de Goiás

Uma das coisas que podem definir a sua experiência nessa trilha é  o horário, pois se você espera para ir no meio dia ou depois, os caminhos estarão cheios de turistas, as cachoeiras também e o sol ficará bem na sua cabeça fazendo o trajeto ser mais difícil.

Por isso é melhor acordar um pouco mais cedo nesse dia e entrar nas primeiras horas do funcionamento do parque: 8:30 a.m.

Cachoeira Canions, Alto paraíso de Goiás
Cachoeira Cânions, Alto paraíso de Goiás

Chegar em Cânions é uma das melhores sensações depois de caminhar por 4 km. Muitas rochas e no fundo uma potente cachoeira que leva a água bem na frente do seus pés  num abismo muito alto.

Depois de tirar as fotos e ficar um tempinho contemplando o espetáculo da água você pode continuar descendo pelas rochas para achar o rio, onde pode se refrescar, mas tenha cuidado, pois a corrente é muito forte mesmo que não pareça, e tem muitos peixinhos esperando por migalhas de bolacha.

Chapada dos Veadeiros, Alto Paraíso de Goias
Chapada dos Veadeiros, Alto Paraíso de Goias

Por último e antes de voltar os 4 km para chegar na porta do parque, estão as carioquinhas, uma cachoeira bem do lado dos Cânions, com um tamanho perfeito para entrar na água e curtir se refrescar.

Cachoeira Carioquinhas, Alto Paraíso de Goiás
Cachoeira Carioquinhas, Alto Paraíso de Goiás

 

1 comment

  1. Curti muito as dicas, e me deu uma noção muito boa do que encontrar na Chapada. É meu próximo destino, agora em junho! Estou super ansiosa por Loquinhas, parece ser muito linda! E o vale da lua parece mesmo ser de outro mundo, né?

Deixe uma resposta