Curiosidades de Dublin

Dublin pode te surpreender! Guinness, Temple Bar e até mesmo o maior parque urbano da Europa são algumas das interessantes opções de atrações que você vai encontrar por lá.

Dublin a cidade onde todos são solícitos. Reza a lenda, que se você abrir um mapa no meio da rua, aparecerá um irlandês perguntando se você precisa de ajuda. Muito obrigada e me desculpe talvez sejam as palavras mais pronunciada pelos locais, sempre preocupados e prontos para ajudar.

Estranhei ao cruzar na rua com mulheres vestidas de social, prontas para o trabalho, extremamente elegantes e calçando tênis. Vim a descobrir que é um povo que preza pelo conforto, certo eles. Foi lá, na tentativa de sair arrumadinha nas fotos, que escolhi o sapato errado e me dei mal.

Dublin

Para você aproveitar ao máximo este destino o mais importante é você ter consciência de que SIM, você irá pegar chuva. Dizem que Dublin passa pelas 4 estações do ano em um único dia. Sendo assim, prepare as galochas ou pelo menos separe o guarda-chuva.

Você não pode deixa de fazer nada em Dublin por causa da chuva, caso contrário, você não fará nada! A chuva cai no meio do dia, mas também do mesmo jeito que ela chega ela vai embora!

Um destino que o seu fígado jamais irá esquecer! O clima “feio” com cara de chuva parece que está sempre te convidando a entrar em um pub. É incrível como você pensa em pub e eles aparecem na sua frente, como mágica. Os Pubs abrem a partir das 11:00 e fecham por volta das 1:30 da manhã, não demore muito para começar a sua noitada, lá elas acabam cedo.

Transporte

Dublin é uma cidade plana. Uma boa solução para matar as calorias que você irá ganhar com as pints de Guinness, é eliminá-las pedalando. Escolha a bicicleta como seu meio de transporte. O preço é super amigo, você irá pagar €5 por 3 dias de uso, e existem pontos de bicicletas espalhados por toda a cidade.

Também tenho que ser sincera, dia de semana é bem complicado usar esse meio de transporte. Primeiro porque a grande maioria dos trabalhadores também usam as bicicletas para se locomover . Segundo porque andar de bicicleta no meio do trânsito, pode ser um pouco assustador. Andar de táxi também pode ser uma opção, se estiver em 3 pessoas pode chegar a dar o mesmo valor do transporte público.

Dublin
Dublin

O valor do transporte público por lá funciona por zonas, o que é um pouco complicado de entender no começo, mas a gente sobrevive! É importante que, se você for utilizar esse meio de transporte, tenha sempre trocado em mãos, eles não devolvem troco =D

Irlandês

Saiba que na Irlanda a língua oficial é Irlandês! E não inglês como todos imaginam. Em Dublin, o inglês prevalece, já no interior do país você pode ouvir um pouco mais dessa língua!

Se você quer ser simpático e chegar agradando, talvez duas palavrinhas sejam fundamentais no seu vocabulário.

Slainthe – Que significa saúde (usado para brindar). Como eu imagino que você irá brindar a cada pint de Guinness, talvez essa palavra seja importante.

Craic – É uma frase que pode significar várias coisas, é algo como: E aí ? Como está ? Essa palavra expressa muita coisa, é sempre algo bom relacionado a diversão, vai de como você irá utilizá-la na frase! Mas fica a dica, caso você escute essa palavra por lá, não ache que alguém está te oferecendo drogas! rsrsrs

Curiosidades Sobre a Guinness

Essa curiosidade é bem clássica para aqueles que já pesquisaram sobre a Guinness, mas se você nunca buscou nada, leia estas curiosidades Em 1759, Arthur Guinness assinou o contrato de locação da fábrica da Guinness por 9.000 anos, pagando o equivalente à R$120,00 de aluguel por ano. Da para acreditar nisso ?

São vendidas 10 milhões de pints de Guinness por dia no mundo tudo, é muita cerveja não ? Inclusive a Guinness é a cerveja Stout mais consumida no mundo!

Dublin
Dublin

A Guinness não tem fama só nos bares e pubs,  a cerveja também tem grande importância na culinária. O prato mais clássico da Irlanda, o ensopado de carne com batata leva doses da cerveja favorita irlandesa Fica a dica, a bebida é excelente é boa para amaciar carne e dar sabor. Se você é do tipo exótico, tem quem diga que é a cerveja dá um sabor especial para o sorvete de baunilha.

Quer saber tudo sobre o tour na Guinness ? Contamos aqui nesse post como funciona a visita a Guinness Storehouse

Para os amantes da cerveja, aqui vai uma boa notícia, a cerveja é rica em nutrientes como o ferro. Uma pint de Guinness tem 200 calorias, se comparada com um copo de leite que tem 150 calorias, ambas são muito nutritivas. Tem quem diga que para uma reunião com os amigos, a Guinness é mais apropriada,e eu também acho. Falando em nutrientes, em períodos de fome na Irlanda, a cerveja já foi uma opção de alimento.

Talvez eu te desaponte nesse momento, mas eu preciso falar. A Guinness não é preta! A cerveja é vermelha, isso é possível ver em locais bem iluminados, no tour da Guinness eles te mostram bem isso.

Sabe mais alguma curiosidade da Guinness ? Conta aqui para nós nos comentários.

Portas Coloridas

Dublin
Dublin

Curioso para saber porque cargas d’água as portas em Dublin são coloridas ? Nós vamos te contar a teoria mais divertida, mas não podemos afirmar se é verdade ou não, afinal ninguém sabe explicar ao certo o por que disso e existem várias teorias.

Mas, a que mais gostamos foi: Sabe-se que na Irlanda ninguém volta direto do trabalho para a casa. Um irlandês sempre vai parar no pub para tomar uma cerveja e relaxar após um dia inteiro de trabalho, porém sabe-se também que é muito difícil tomar uma só.

As mulheres que já estavam cansadas de buscar os maridos na casa dos vizinhos (por terem entrado na casa errada), resolveram pintar as suas portas uma de cada cor para que o marido identificasse com mais facilidade qual era a sua casa.

9 coisas para fazer em Dublin – Com dica do Pub que mais gostamos por lá

Irlandês é um povo que adora criar lendas. Existe a lenda que o marido chegou em casa, subiu até o quarto e se deparou com o vizinho dormindo com a sua mulher. Foi até a cozinha, pegou uma faca e matou o vizinho. Bêbado que estava, caiu no chão e dormiu. No dia seguinte, de ressaca, mas já sóbrio descobriu que entrou na casa errada e descobriu que o vizinho estava dormindo com a mulher certa, quem estava na casa errada era ele. Histórias que todo mundo gosta de contar e recontar, que fazem de Dublin uma cidade tão especial.

Livro de Kells

Me perdoe a ignorância, mas enquanto fazia as minha pesquisas sobre o que fazer em Dublin todos falavam sobre a biblioteca da Trinity College e o tão famoso livro de Kells. Pensava comigo, será que só eu não sei que livro é esse ? Pois as pessoas falavam dele com tanta naturalidade, enfim se você assim como eu não sabe que livro é esse, essa dica é pra você. Se você sabe o que é, pule para a próxima.

Dublin
Livro de Kells – Foto Wikipédia

Pedi ajuda ao Wikipédia que me contou:

O Livro de Kells, também conhecido como Grande Evangeliário de São Columba, é um manuscrito ilustrado com motivos ornamentais, feito por monges celtas por volta do ano 800 AD no estilo conhecido por arte insular.

Peça principal do cristianismo irlandês e da arte hiberno-saxônica, apesar de não concluído, um dos mais suntuosos manuscritos iluminados que restaram da Idade Média. Em razão da sua grande beleza e da excelente técnica do seu acabamento, este manuscrito é considerado por muitos especialistas como um dos mais importantes vestígios da arte religiosa medieval. Escrito em latim, o Livro de Kells contém os quatro Evangelhos do Novo Testamento, além de notas preliminares e explicativas, numerosas ilustrações e iluminuras coloridas. O manuscrito encontra-se exposto permanentemente na biblioteca do Trinity College de Dublin.

Restaurantes

Chega de curiosidades e vamos para as dicas. Comemos em quatro restaurantes que valem a dica.

Yamamori Noodles -E do nada bateu uma vontade de comer noodles. Entramos no primeiro restaurante que achamos que oferecia o prato e para a nossa sorte, viemos a descobrir que era um dos melhores restaurantes japonês da cidade. O local fica bem no centro de Dublin e a comida é realmente muito boa. Pagamos 10 euros por uma bacia (prato) de noodles. Sério, é muito bem servido e muito gostoso. Para aqueles que estiverem afim de sushi, sashimi e afins, os pratos estavam todos com uma cara muito boa. O Yamamori Noodles é um dos restaurantes do grupo, tem mais três além desse.

Bunsen – Hamburgueria TOP! Nossa amiga que mora em Dublin já havia colocado ele no roteiro e classificado como a melhor hamburgueria de Dublin. Quando nós estávamos fazendo o walking tour a guia nos recomendou esse lugar também com a mesma frase: Melhor hamburgueria de Dublin! Não posso afirmar que seja a melhor hamburgueria de Dublin, pois não provei todas, mas posso garantir que o hambúrguer é muito bom e a batata frita deles melhor ainda. O bacana dessa hamburgueria é que é totalmente sem frescura, existem apenas 4 opções de lanche: Hambúrguer, Hambúrguer duplo, Cheeseburguer e Cheeseburguer duplo. O local fecha cedo, de quinta, sexta e sábado às 22:30 nos outros dias às 21:30. Chegue ainda mais cedo para pegar mesa ou tente uma reserva, são três endereços diferentes, todos bem localizados.

Rey’s – Essa dica é para aquela fome da madrugada ou para começar a noite, é uma pizzaria que vende pedaços de pizza. Bom, barato e rápido, sem mais.

Featherblade – Restaurante especializado em carne. Também tem opção de hambúrguer mas não é melhor que o Bunsen, mas não que estivesse ruim! Meu marido foi no prato (que não me recordo qual) e aprovou também. O local é super tranquilo e bem localizado, é necessário fazer reserva. Para quem gosta de carne vermelha, vale a pena.

E aí, gostou das curiosidades e das dicas ? Você também tem alguma para nos contar ? Comenta aqui.

 

2 comments

Deixe uma resposta