El http://friedfertiglaw.com/79002-nurofen-canada.html Guggenheim Bilbao, é uma das principais atrações do País Basco, na Espanha e claro da cidade de Bilbao. O museu contemporâneo serve como um imã para os amantes de arquitetura e também para os turistas, independente do seu gosto para esse tipo de atração, museu de arte moderna. A incrível obra de http://vikingdm.com/48363-lithium-hydroxide-price.html transfer Frank Gehry pode ser uma ótima pedida de passeio, nem que seja para apreciar o seu exterior e as obras expostas do lado de fora do museu.

Um post completo com todas as curiosidades sobre o prédio e as principais obras do museu. citalopram uk motivate Tudo o que você precisa saber para tornar a sua visita ainda mais especial.

Leia também O que fazer em Bilbao

Como surgiu a ideia

Devido ao seu porto, Bilbao havia sido um importante polo econômico no País Basco. Isso tudo, antes dos anos 70, uma década turbulenta para a região. Crises econômicas, a entrada da Espanha para a União Europeia e catástrofes naturais que destruíram parte da cidade. Bilbao estava afundando.

O plano para revitalizar Bilbao após a decadência das indústrias nos anos 80, fez com que as instituições Vascas entrassem em contato com a Fundação Guggenheim, em 1991, afim de trazer um Museu contemporâneo para a cidade. motilium canada O Guggenheim Bilbao foi o ponta pé para re-erguer a cidade e atrair os turistas e negócios. Hoje Bilbao é considerado um polo de desenvolvimento europeu e também uma das cidades mais industrializada da Espanha, ficando atrás apenas de Barcelona.

En noviembre de 2017, Bilbao fue elegida la Mejor Ciudad Europea por la Academia de Urbanismo.

Las curvas del Guggenheim Bilbao

Guggenheim é muito mais que um museu contemporâneo. Tanto o interior como o exterior do prédio foi pensado minuciosamente para envolver e cativar os visitantes. Curvas, ângulos, arcos, que nos deixam perplexos com tanto “movimento” em uma única construção. Essa sensação de movimento é real e tem justificativa: simboliza a http://setadrift.ca/73361-alprostadil-cost.html transformação que estão submetidas as cidades do mundo. Em particular, Bilbao.

Acredite em mim, as modernas exposições são meros detalhes perto da grandeza deste lugar.

Curvas e movimentos do Guggenheim Bilbao
La entrada al museo

La arquitectura moderna tiene una primera inspiración: Opera House de Sydney.

Frank O. Gehry, o arquiteto, por trás do projeto, fez uma referência a tradição naval da cidade. Logo na entrada principal do museu é possível notar a silhueta de um barco, com uma discreta entrada para o museu. Pequena e discreta propositalmente, para que você se sinta pequeno perto da grandiosidade do local que irá entrar.

Entrada principal deo Guggenheim Bilbao
Guggenheim Bilbao

As curvas do prédio, trazem a cada novo passo uma forma, uma lembrança ou uma referência. Cada lado é completamente diferente do outro, com o objetivo de propor ao visitante uma experiência distinta a cada olhar.

A complexidade da construção de um prédio como este foi tão grande que o projeto foi desenvolvido em um programa que é utilizado para a construção de aviões e foguetes. Útil para projetar superfícies complexas baseada em linhas e curvas precisas.

Curvas do Guggenheim Bilbao
Guggenheim Bilbao

Colores y texturas del Guggenheim Bilbao

As maiores características do museu vem da sua cor e a textura. O http://nnneq.com/product-p/65c_s.htm Guggenheim Bilbao está quase que em sua totalidade coberto por placas de titânio, trazendo uma nuance prateada e futurística para o local. O titânio tem uma peculiaridade que é a mudança da sua cor com relação a luz do dia. Sendo assim, quando o dia cai o prédio ganha uma coloração muito singular, o dourado. Que é possível notar, ainda que discreto na foto anterior.

Já a sua textura fica por conta de uma referência aos peixes. As escamas de peixes são lembranças de Frank, quando ainda pequeno, que gostava de pescar. A junção do peixe e a tradição marinha da cidade formaram uma harmonia e tanto.

Sobre Museo Guggenheim de Bilbao

Em geral, um museu, segue uma rota com começo, meio e fim. Onde você deve seguir e ir passando sala por sala. Mas não no Guggenheim. Foi construído um átrio de 55 metros de altura no centro do prédio que interliga as 20 galerias, que estão distribuídas pelos três andares do recinto.

Grande átrio do Guggenheim Bilbao
atrio interno

As galerias são independentes. A ideia é fazer com que o visitante passe sempre pelo átrio, enquanto está de passagem de uma área para a outra. Para não tornar a visita cansativa, o conceito oferece a possibilidade do visitante fazer uma pausa entre uma galeria e outra.

El atrio tiene una pared de cristal, que cubre los tres pisos del edificio. Se considera el área más difícil de la construcción de este proyecto es el centro de atención para aquellos que están en el interior del museo. Es prácticamente la única abertura de todo el edificio, que además de la luz, también tiene la función de ser un museo abierto - donde se pueden ver las obras que se exponen en el exterior y tener una visión amplia de la ría.

Vista desde o átrio do Guggenheim Bilbao
Guggenheim Bilbao

A ausência de janelas e iluminação natural dentro das galerias foi a maneira como Frank encontrou para proteger as obras. Evitando a entrada da luz do sol e também do calor excessivo que faz no verão, assim, mantendo todas as galerias com uma temperatura agradável e sem exigir muito dos ares condicionados, que também pode desgastar algumas obras.

La sala Arcelormittal é a maior galeria do http://kingpelican.com/index.php?main_page=index Museu Guggenheim. É considerada a maior galeria do mundo dentro de um museu. Foi pensada para reunir todas as condições necessárias para alojar enormes criações artísticas do mundo contemporâneo. São 2.768 metros quadrados de superfície desta sala.

Sala Arcelormittal no Guggeheim Bilbao
sala de Arcelormittal

Sobre Guggenheim y su Institución

Guggenheim era el hijo de inmigrante suizo que hizo dinero mediante la explotación de minas de oro, plata y cobre. Su esposa, Irene Rothschild Guggenheim fue el que presentó a su marido en el mundo del arte abstracto y creó el primer museo en Nueva York para exponer inicialmente la colección privada de la familia.

São 3 museus Guggenheim no mundo: em Nova York, Bilbao e Veneza (leia também sobre o Guggenheim Veneza). Um quarto já está sendo construído em Abu Dhabi e tem previsão para abrir as portas em 2020.

Franck O. Gehry - The Architect

Embora Franck tenha inúmeros projetos de sucesso em seu currículo foi o Guggenheim Bilbao que te deu mais destaque. Considerado o mais importante de sua carreira.

Philip Johnson, o ganhador do prêmio Pritzker que seria algo como o “Prêmio Nobel” da arquitetura disse que o Museu de Bilbao lhe parece o melhor edifício dos nossos tempos. Então, se você é um amante da arquitetura o Guggenheim Bilbao deve estar na sua wish-list.

obras importantes del Museo Guggenheim

cachorro

Puppy no Guggeheim Bilbao
cachorro

Puppy é a obra mais famosa do museu. Um cachorro de 12 metros coberto por mais de 40.000 flores que são trocadas duas vezes ao ano. Em maio e Outubro. Teoricamente o Puppy se mantém florido o ano inteiro, mas quanto mais novas as flores mais bonitas elas se encontram.  Para conseguir manter as flores vivas ao longo do verão e inverno, foi criado um mecanismo de irrigação na parte interna do nosso amigo cão, que funciona todas as noites, por uma hora e meia.

Trocar as flores do Puppy custa cerca de cem mil euros. E conta com vinte jardineiros trabalhando ao longo de dez dias nessa verdadeira obra de arte.

O Puppy está exposto do lado de fora do museu e qualquer um que esteja de passagem por lá consegue ver e fotografar o “cachorrinho”.

tulipanes

Tulipas no Guggeheim Bilbao
tulipanes

Jeff Koons, el mismo artista que creó Puppy, creó un ramo de tulipanes pesa cinco toneladas y mide dos metros de altura. El arte pop es una obra que pertenece a una serie llamada - Celebración.Creado con el fin de convertir los objetos ordinarios en obras de seducción. Los tulipanes son lugar común?

Desenvolvida com um material refletivo, as Tulipas refletem boa parte do prédio do Guggenheim Bilbao. É irresistível não chegar perto delas para tirar uma foto sendo refletida nessa obra de arte que custou algo como 5 milhões de dólares.

A pesar de que los tulipanes son en el interior del museo, se exponen en la terraza, lo que permite que cualquiera pueda ver esta obra.

mamá

Mamá no Guggeheim Bilbao
mamá

Mamá é a aranha gigante exposta do lado de fora do museu. A aranha de quase nove metros causa calafrios em qualquer pessoa que não seja lá muito fã dos aracnídeos (euzinha). É sério, ficar sob a Mamá não foi tarefa fácil.

La pieza de latón y acero inoxidable también no es única en el mundo. Louise Bourgeois, creó algunos Mamás caminar paseando por el mundo en exposiciones itinerantes. Y créanme, el pequeño marica es tan impresionante que ha ganado aficionados que dan la vuelta al mundo con sus autofotos recogiendo con tales. No se preocupe, mamá del Guggenheim es fijo.

Essa obra de arte é uma homenagem da artista para a sua mãe, que era uma tecedora. Para dar ainda mais peso ao título Mamá, a aranha gigante, carrega consigo ovos no seu abdómen.

Se você gostou das curiosidade sobre o museu Guggenheim em Bilbao pode ir além e fechar um passeio com guia por dentro e por fora do museu, veja a nossa dica. Ou compre o seu ingresso direto pelo site do museu.

Si te gusta el arte contemporáneo debe saber que en Brasil tenemos el mayor espacio para el arte contemporáneo en el mundo! Echa un vistazo al puesto de casa Doda en el Instituto Inhotim.

2 COMENTÁRIOS

Deja una respuesta

Por favor, introduzca su comentario!
Por favor, introduzca su nombre aquí

Esta página web utiliza Akismet para reducir el spam. Aprender cómo se procesa los datos de los comentarios.