Machu Picchu

Nomeada uma das 7 maravilhas do mundo moderno, Machu Picchu, é destino obrigatório para todo mundo. Não pense que é só para algumas pessoas, tenho certeza que qualquer ser humano ficaria cativado com a paisagem daquele lugar.

Ir ao Machu Picchu é uma viagem diferente, é uma viagem de sensações, ao menos para mim, não foi um simples destino de turismo, mas sim um lugar especial que mexe com tudo aquilo que temos dentro, alguns chamam de energia, espiritualidade e até uma “conexão especial e misteriosa”, seja o que for, a nossa imaginação pode voar muito alto e até brincar com as formações montanhosas tão lindas que parecem feitas com pincel. É tão legal pensar que enquanto você esta lendo isto, tem pessoas subindo aquela montanha, se maravilhando com a vista e caminhando por entre os becos de pedra construídos por uma civilização que já não existe. Isso é realmente incrível.

20150910_131054
Machu Picchu, Peru

Chegar em Machu Picchu é muito diferente do que eu achava, não é simplesmente pegar um ônibus desde Cusco e pronto. Diariamente milhares de pessoas visitam este lugar, é por isso que você deve fazer uma viagem muito bem planejada com algum tempo de preparação, pois chegar lá sem ter os ingressos do parque é um erro muito grande e é muito provável que fique na porta sem poder entrar.

  • Entradas:

A primeira coisa que deve fazer é comprar as entradas, de preferência em casa e com calma pela internet, pois não tem recomendo você chegar lá e tentar entrar, Machu Picchu recebe ate 2500 visitantes por dia, o que significa que essas pessoas compraram a entrada com dias ou ate meses de antecedência. As entradas estão a veda no site oficial: machupicchu.gob.pe e o valor depende se você quer visitar a cidade Inca e também subir a Huayna Picchu (a montanha que acompanha a foto da cidadela Inca) ou a Montanha Machu Picchu (Uma outra montanha mais longe e mais alta). Em nosso caso para as datas que programamos a viagem já estava lotado o numero de pessoas que poderiam subir no Huayna Picchu (são 400 por dia) então, optamos pela Montanha Machu Picchu.

  • Tempo destinado:

Tem diferentes tipos de viagens e tours pelo Machu Picchu, tem até um bate volta desde Cusco, mas não é muito recomendado pois o lugar é muito grande, e vale a pena ficar no minímo um dia e uma noite para curtir e conhecer todos os cantos do misterioso lugar.

  • Transporte:

Desde Cusco você terá que pegar três tipos de transporte para chegar no destino final

  1. Cusco- Ollantaytambo
  2. Ollantaytambo – Agua Calientes (trem)
  3. Aguas Calientes- Machu Picchu

Cusco- Ollantaytambo: Na rua Pavitos, e por 12 soles, pegamos uma van de serviço publico que, passando pelo Valle Sagrado nos levara até Ollantaytambo, ultima cidade do Vale Sagrado que é o ponto de partida para chegar ao grande Machu Picchu. Você pode fazer esse trajeto de trem, de ônibus ou de van privada.

IMG_7540
Inca Rail, Trem que chega em Machu Picchu, Peru

Ollantaytambo – Aguas Calientes: Depois de saborear um sorvete artesanal, comprar repelentes e água, pegamos o trem da tarde, as passagens de trem não são muito baratas, uns 160 dólares ida e volta, na verdade, achei que todo comércio que gira entorno ao Machu Picchu e muito caro. Existem duas empresas de trem, Peru Rail e Inca Rail, você pode escolher, os serviços são bem parecidos, ao menos que você pague uma tarifa mais alta e receba um serviço VIP. É uma hora e meia de trem, uma paisagem alucinante com as montanhas nevadas bem na frente contrastando com a planície do vale verde e o rio.

DSCN9510
Vista do Vale Sagrado do Incas, Peru

Aguas Calientes- Machu Picchu: É o ônibus mais caro que já peguei na minha vida, 24 dólares para ir e voltar, uma distancia relativamente aceitável  (uns 20 minutos considerando paradas para esperar outros ônibus passar e curvas muito acentuadas). Você pode até ir caminhando mas, tenha muito cuidado, não recomendo se está planejando subir até Huayna Picchu ou a Montanha.

É importante ter em conta, que esses 3 transportes são para os viajantes que preferem fazer uma viagem mais tranquila, dormir confortavelmente, tomar banho com água quente e demais virtudes da civilização. Mas se você é um aventureiro e quer chegar em Machu Picchu caminhando, pode fazer a Trilha Salcantay que tem uma duração de 3 a 4 dias e uns 95 kilometros de caminhada. Essa trilha assim como a entrada ao parque e o trem, deve ser planejada com antecedência pela quantidade de turistas diários que transitam pela cordilheira.

  • Hospedagem e comida: A cidade de Aguas Calientes, mais que cidade parece um vilarejo entre as montanhas, de noite o céu é lindo e tem sempre o som do rio enfeitando suas caminhadas. Não tem muitas atrações de legado inca, mas como é ponto base para todos os turistas, tem grande variedade de hotéis e hostels, com todo tipo de preços e gostos. Nos ficamos num hotel pequeno localizado bem pertinho da onde passa o trem, é um ponto estratégico perto do ponto de ônibus que sobe para o Parque. Se problema não é o dinheiro, você pode ficar nos hotéis mais sofisticados como o Belmond Santuary Lodge, que fica do lado da entrada do parque e, é claro, é o mais luxoso hotel da região.
  • Comida e diversão: Além de ter grande variedade em hospedagem, também conta com muitos restaurantes e barzinhos sempre cheios de turistas. Em quanto a comida, você esta no Peru, um dos países mais famosos pela sua gastronomia, então aproveite e se deleite com um bom prato típico como ceviche e causas, bebidas como um pisco sour ou chica Morada.
  • Clima: A melhor época para viajar a Machu Picchu é de julho – outubro pois é temporada seca e as temperaturas não são extremas, porem sempre é bom dar uma olhada, pois as mudanças climáticas estão afetando todo lugar, e pode ser que pegue alguma chuvinha.
  • Recomendações: Repelente, protetor solar, mochila leve, água, alguma coisa para comer porque é tudo caro e levar o passaporte para a entrada do parque.

Bem cedo umas 5:30 da manha acordamos e depois de tomar cafe fomos na fila imensa do ônibus. É muito importante chegar bem cedo na fila pois pode demorar bastante e perder horas valiosas do dia mais esperado.

Chegamos no parque ao redor das 8:30 da manha, a sua vista nessa hora é realmente impressionante pois as nuvens se movem muito rápido, cobrindo as construções e você se sente quase no céu. O parque ainda esta vazio e, assim sem muitas pessoas da para ver rapidamente por entre as nuvens a magnitude do lugar.

Untitled design (8)
Machu Picchu, Peru

Antes de começar a caminhar pela cidadela, subimos até a ponta da Montanha Machu Picchu, a preferida dos turistas é Huayna Picchu, mas pelos caprichos do destino fomos na mais alta e valeu muito a pena ter tomado essa decisão. São 3082 metros de altura, uma hora de subida cheia de escadas muito difíceis, abismos assustadores e muita vertigem, é importante ter um estado físico “aceitável” e também, é bom levar só o necessário na mochila, pois as roupas quentes, mochila e demais incomodam na hora de subir.

IMG_7569
Montanha Machu Picchu, Peru

Quando você olha para abaixo, começa a ver a cidadela muito mais pequena do que sempre imaginou e só quando chega em cima compreende que a verdadeira inteligência dos incas foi decidir sobre qual montanha construir seu império, pois é perfeitamente rodeada de uma beleza incomparável, clima ótimo e difícil aceso para espanhóis e outros forasteiros.

DSCN9575
Cima da Montanha Machu Picchu, Peru

Depois de recuperar o folego, tirar umas boas fotos, tocar a pontinha da gigantesca bandeira de Cusco e sentir o corpo esfriar de novo, você esta pronto para começa a decida. Muito mais fácil para suas coxas mas um tanto complicada para seus joelhos, mas não importa pois agora chegou a hora da recompensa.

IMG_7580
Vista de Machu Picchu, desde a Montanha

Você quer chegar correndo para caminhar por entre as ruazinhas de pedra feitas e desenhadas perfeitamente pelos Incas ha mais de 450 anos, uma cidade tão grande que o número de turistas não incomoda para tirar uma boa foto. Milhares de gradas esperam por você, espaços antigos de casas, templos e muita história. É recomendável ir com um guia para entender onde realmente você esta, não se preocupe pelo idioma pois eu nunca vi tantas pessoas falando todos os idiomas que possa imaginar, pessoas que dedicaram sua vida ao estudo das lênguas para poder contar toda aquela historia inca.

Machu Pichu, Peru
Machu Pichu, Peru

Depois do recorrido pegue um tempinho para caminhar a vontade e curtir da paisagem, pois a cidadela é incrível e muito grande, mas é toda a mistura de paisagem que faz com aquele lugar um destinho obrigatório. Leve uma boa maquina de fotos pois tenho certeza que desta viagem vai sair uma nova foto para o perfil do facebook.

Machu Picchu, Peru
Machu Picchu, Peru

Machu Picchu é um lugar tão gostoso de caminhar e percorrer que o tempo passa voando e você nem percebeu que era hora de almoço só quando a barriga começa a se manifestar. Nós levamos algumas coisinhas para comer que compramos antes de subir no ônibus, pois tudo o que vendem no parque é extremamente caro, só depois das 16:00, quando as pernas estavam cansadas e o corpo começava a ficar mais pesado, pegamos o ônibus de volta com o coração feliz, prontos para um almoço-jantar de despedida, pois nessa mesma noite pegaríamos o trem de volta.

A logística para voltar em Cusco é exatamente a mesma que fizemos para chegar em Machu Picchu, a única diferença é o horário e claro, o cansaço, por isso é muito importante que tenha cuidado e não se confie muito pois quando chegamos em Cusco, fomos roubados pelo motorista da van que nos levara de volta, 100 soles, o que equivale uns 100 reais, ou um jantar, ou uma lembrancinha, mas… no fim, é um dos riscos que tomamos quando decidimos sair para conhecer o mundo, a suas maravilhas e os seus problemas.

Sem dúvida Machu Picchu é o destino estrela do país vizinho, é aquele lugar que tem que estar na sua lista de viagens, um destino para recarregar as energias, conhecer amigos, ter boas lembranças e olhar aquelas fotos toda vez que precisar sorrir.

 

Untitled design (10)
Machu Picchu, Peru

 

Confira por onde passamos para chegar até Machu Picchu – realizamos a travessia doDeserto de Uyuni, passamos por La Paz , CopacabanaPunoCusco e Valle Sagrado.

Deixe uma resposta