Catânia é a segunda maior cidades da Sicília, não é a mais bonita da região mas carrega alguns pontos históricos que fazem valer a pena. É caótica, suja e barulhenta, mas a vantagem é que você não precisa se preocupar com transporte, um pouco de disposição e você conhece toda a cidade a pé, em um único dia.

Foi em Catânia que eu tomei o melhor gelato italiano da viagem, provei a famosa pasta buy proscar online buy lasix 40 mg online Alla Norma e me decepcionei com o tradicional arancini. Seu centro histórico é reconhecido como Patrimônio Mundial da UNESCO

Uma cidade histórica, fundada em 739 a.C por uma colonização Grega. Catania, antiga Katar, fez parte de vários impérios, como: romano, bizantino, árabe e normando e ao longo destes anos foi destruída sete vezes por erupções do vulcão Etna e por terremotos. Alguma dúvida que a cidade tem muito para te oferecer?

O que fazer em Catânia

Cheguei na Sicília pelo aeroporto de Catânia. Ainda lá de cima avistei o Monte Etna, incrível! Desci do avião e aproveitei as 24 horas que eu tinha na cidade antes de seguir para o meu próximo destino.  

O que fazer em Catânia

Malas no quarto, estômago pedindo arrego, segui para o que de melhor a Itália poderia me oferecer, comida. Por indicação da recepcionista do meu hotel deixei a minha primeira opção de lado, Pasticceria Savia e segui para a Pasticceria Spinella que na opinião da local é o melhor arancini da cidade. Um ao lado da outro, na dúvida peça um em cada lugar. 😉

Minha experiência com as tais coxinhas de arroz confesso não ter sido a melhor. Não gostei e achei nada ver o prato. Como pode um bolinho bolão de arroz com recheio dentro, fico com a nossa tradicional coxinha de frango. =0

Resolvido a questão – fome, partimos então para a primeira atração da cidade.

Giardino Bellini

O que fazer em Catânia
Giardino Bellini

Ao som de uma deliciosa música italiana subimos as belíssimas escadarias do Giardino Bellini, um bonito e simétrico jardim que nos levou até o topo de uma pequena montanha. O dia lindo e céu aberto nos permitiu avistar a pontinha do Monte Etna, mais uma vez.

Anfiteatro Romano

Saindo do Giardino Belinni pela Via Etna, principal avenida da cidade, chegamos até o Anfiteatro Romano.

O que fazer em Catânia
Anfiteatro Romano de Catânia

Foi um importante anfiteatro do Império Romano, considerado o segundo maior, perdendo apenas para o Coliseu. Após tantas erupções e terremotos que a cidade viu acontecer, hoje o as ruínas romanas estão quase que completamente camufladas pelas modernas construções. É muito curioso passar por uma praça qualquer, cheia de prédios em sua volta e se deparar com algo tão histórico, alí no nosso nariz.

O que fazer em Catânia
Anfiteatro Romano de Catânia

Ainda que o que se vê esteja bem preservado, muitas das pedras do local foram utilizadas para a construção da Catedral de Santa Agatha e para a construção das muralhas da cidade antiga. Dá pra imaginar isso hoje, pegar pedras do Coliseu para construir alguma coisa?

Abadia de Santa Agatha

O que fazer em Catânia
Abadia de Santa Agatha

Falando em Santa Agatha, a Abadia da Santa foi a nossa próxima parada, a última do dia. O que nos levou até lá sem sombra de dúvidas foi a vista 360o que se tem desde a sua cúpula. O seu interior é um pouco sem graça diante de tantas igrejas bonitas que visitamos ao longo da passagem pela Sicília, paredes brancas e nada mais. Então, logo compramos os tickets para subir e ter a cidade de Catânia aos nossos pés e claro que ele estava lá. Quem? Quem? O Monte Etna!

Piazza del Duomo

Fontana dell elefantes

A principal praça da cidade e considerada Patrimônio Mundial da UNESCO. No centro da praça encontramos o ícone da cidade de Catania, o elefante que está exposto na Fontana dell elefantes, feito de lava do vulcão Etna. Se quer comprar uma lembrancinha da cidade é só escolher entre as centenas de opções que pipocam ao redor da praça, os elefantes em miniatura feitas de lava do vulcão.

Catedral de Santa Agatha

Na mesma praça, encontramos a catedral da cidade, Catedral de Santa Agatha, patrona da cidade. Infelizmente o que vemos hoje é quase nada do prédio original, diante de tantas catástrofes que a cidade passou não restou muito. Foi reconstruída no estilo barroco.

Separando a praça do tradicional mercado de peixes, encontramos a Fontana dell armeno,  uma fonte de mármore, uma homenagem ao rio Amenano, que corre por baixo da cidade de Catânia.

A Fontana dá acesso ao Mercado de Peixes, que embora esse tipo de lugar não seja muito diferente de tantos outros mercados que eu já visitei esse me chamou atenção por uma coisa em especifica, o peixe espada, um dos produtos mais típicos da região da Sicília. Expostos com sua espada para cima, todo imponente, fazem a alegria dos turistas que querem registrar o momento.

O que fazer em Catânia
Mercado de Peixe de Catânia

Parque arqueológico greco romano

Teatro Romano de Catânia

Diferente do Anfiteatro visitado no dia anterior, aqui estão as ruínas mais antigas de Catânia. Escondido no meio de um bairro residencial um impressionante teatro romano do séc. II.

O que fazer em Catânia
Teatro Romano de Catânia

Construído com pedras vulcânicas, do Monte Etna e decorado com mármore. Na época, uma capacidade para 5.000 pessoas. Não se encontra no seu melhor estado, mas ainda assim vez ou outra acontece algum espetáculo.

O que fazer em Catânia

Teatro Massimo Bellini

Se você me acompanha por aqui bem sabe que adoro entrar nos teatros europeus, sempre reservam boas surpresas. Infelizmente não foi o caso do Teatro Massimo Bellini, tive apenas a oportunidade de conhecer o seu exterior e ficou aquele ar de curiosidade sobre como seria o seu interior.

O que fazer em Catânia
Teatro Massimo Bellini

Se tiver tempo indico que entre, quase sempre vale a pena. 😉

O que fazer em Catânia

Se não tiver faça como eu, vá até o local e apenas sente no Ice Café para tomar um gelato. Foi aqui, no primeiro dia da viagem que eu tomei o gelato mais delicioso de toda a Sicília (bom, pelo menos de todos os que eu provei). Por indicação da garçonete, que me disse que o mais tradicional era o de ricota resolvi não ter preconceito e encarar a indicação. PAH, melhor escolha da vida! O sorvete que eu desejo todos os dias em que eu penso em tomar sorvete (tipo agora).

Onde ficar em Catânia

B&B Gem De Luxe – Esta foi a nossa escolha para a nossa única noite em Catania. Escolha acertada para aqueles que gostam de um agradável B&B (bed and breakfast) embora o café da manhã a gente tenha tomado na rua e o prédio ser um pouco antigo (Europa baby) o hotel foi uma excelente escolha. Atendimento 10! A querida italiana que nos recepcionou só faltou nos levar para jantar na casa dela. Quarto amplo, limpo e aconchegante caíram como uma luva para a nossa primeira noite de descanso.  A localização era perfeita, fizemos tudinho a pé.

B&B Palazzo Cerami – outra opção de B&B também localizada no centro histórico de Catânia, com opção de café da manhã inclusa.

Palazzo Sisto Exclusive Suites – para quem prefere a opção de hotel, o Palazzo Sisto é mais luxuoso e também está localizado no coração da cidade, próximo do Teatro Romano de Catânia.

Onde comer em Catânia

Catânia é a cidade onde nasceu o tradicional prato siciliano, o pasta alla norma. Nada mais é do que um macarrão (tradicionalmente Rigatoni) com berinjela, um ingrediente muito comum nos menus desta região.

Trattoria De Fiore – foi o restaurante que criou o prato, sendo assim nada mais justo que indica-lo. Porém a receita já se espalhou por toda a Sicília e hoje a Trattoria de Fiore é um daqueles restaurantes que está sempre cheio de turistas. Por isso, se fizer questão de comer o pasta alla norma original, aqui é o lugar. Chegue cedo.

Trattoria Casalinga da Nino Mannino – foi no Nino Mannino que nós provamos a nossa pasta alla norma. Este restaurante que estava na rua do nosso hotel, indicação da italiana, considerado um restaurante bem local (fato). Inclusive o tipo de lugar onde ninguém fala inglês e a mímica prevalece. 😉

Osteria Panecaldo – esse restaurante é muito grande e muito bonito, me chamou atenção assim que passei na frente, localizado ao lado do Teatro Massimo. Mesinhas na rua e todo cool, entrei e logo pedi uma massa, que não me agradou nem um pouco. =x Todos ao meu redor estavam pedindo pizza e confesso que assim que dei a primeira garfada no meu macarrão me arrependi de não ter ido na pizza. Todas sem exceção estavam lindas e apetitosas, tipo de comer com os olhos. Nunca saberei se é boa, a não ser que você vá e volte para me contar. 😉

Nossa viagem continuou por Taormina. Leia: O que fazer em Taormina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.