O que fazer em Rouen: Entre arte, arquitetura e cenas da história de uma verdadeira heroína.

O que fazer em Rouen -

Rouen, principal cidade da Normandia está localizada à 130 Km de Paris. A cidade já serviu de inspiração para Claude Monet, foi palco do trágico fim da Joana D`Arc, conserva casas da Idade Média, nos leva para uma viagem no tempo através do Gros Horloge e como se tudo isso não fosse o suficiente, comi o melhor creme brûlée da minha vida.

O que fazer em Rouen

Arte

Estamos bem no centro da cidade, na Catedral de Rouen. Local que inspirou Claude Monet a pintar sua série de 31 quadros, conhecido como: A Série de Catedral de Rouen. O pintor do impressionismo usou e abusou das suas técnicas de iluminação para pintar a fachada da catedral em diferentes horários do dia. O resultado? Trinta e um quadros diferentes.  

O que fazer em Rouen -
Algumas das obras de Monet – estampadas em um cartão postal

Poder apreciar uma a uma não seria uma má ideia. Mas, infelizmente não é possível ver todas as obras juntas já que estão espalhadas pelo mundo. Não muito longe da catedral, no Museu de Belas Artes de Rouen é possível contemplar uma das versões. Assim como muitas outras obras impressionistas, entre outros estilos.

De frente com a catedral, encontra-se a Oficina de Turismo da cidade, preste atenção nas janelas que estão na parte superior da oficina. Encontrou? Você estará diante do que por muito tempo foi o ateliê de Monet.  

Já que estamos diante da catedral, me permita contar algumas curiosidades do local.

Foram centenas de anos de construção. Do século XII ao século XIX, para chegar no que vemos hoje. Monet tá aí para provar que valeu o esforço e o tempo.

No interior da catedral você encontra o túmulo de Rollon, fundador da Normandia. Lá também irá encontrar o túmulo do Ricardo, coração de leão, Rei da Inglaterra e Duque da Normandia.

Se estiver de passagem pela cidade entre junho e setembro não perca o show de iluminação que acontece na praça da catedral. É imperdível!

Arquitetura

Embora Rouen tenha sofrido com bombardeios na Segunda Guerra Mundial, felizmente não foi o suficiente para apagar todos os traços da história da cidade. Te convido para um passeio pelas redondezas da Igreja St. Maclou.

Antes de falar de St. Maclou, voltarei no tempo, lá para a Idade Média. Onde casas no estilo enxaimel, sim aquelas que parecem de boneca, começaram a pipocar. Para economizar espaço no térreo, uma vez que as taxas eram cobradas pelo tamanho do terreno utilizado, trataram de expandir as casas a partir do segundo. Para frente, para o lado, tanto faz…

O que fazer em RouenImpossível caminhar pela ruelas de Rouen e não notar a saliência das casas que avançam por cima do primeiro nível. Ah, já adianto: toda e qualquer casa que você notar essa saliência, saiba que ela foi construída antes do ano de 1520. Isso porque, nesse ano proibiram construções desse tipo. Uma maneira de evitar a propagação de fogo e epidemias, uma vez que as casas estavam ficando cada vez mais próximas umas das outras.  

As encantadoras casas de bonecas, estão espalhadas por todo o centro histórico de Rouen, eu duvido você não esbarrar com uma delas ao longo do seu passeio. Duvido ainda mais você não querer clicar cada uma delas. Mas como eu já disse, é nas redondezas da Igreja St. Maclou que você vai encontrar uma grande concentração das casinhas.

Então, já que estamos aqui vamos falar da menina dos olhos do Rouen. St. Maclou é considerada uma das joias da cidade, construída em apenas 80 anos ela é uma das poucas igrejas que foi construída por completo em um único estilo. Gótico flamejante é o seu estilo, fase final do estilo gótico e muito conhecido pela riqueza de detalhes da sua fachada.

 

Joana D’Arc

Muito provavelmente você já tenha ouvido falar da história da Joana D’Arc, não é mesmo? Foi na cidade de Rouen que a jovem guerreira foi queimada viva, após ser acusada de feitiçaria.

Antes que visite o local da sua morte e a moderna igreja que foi construída em sua homenagem, te convido para conhecer a fundo a história desta heroína francesa.

O Historial da Joana D’Arc está localizado dentro do Palácio do Arcebispo da cidade, talvez não exista melhor lugar do que este para contar essa história. Foi exatamente aqui, neste local, no ano de 1431, que foi dada a sentença de morte da moça. 25 anos mais tarde, no mesmo lugar aconteceu um novo julgamento de revisão da sua sentença.

O passeio pelo historial é uma maneira de voltar no tempo e fazer parte desta história. Você irá acompanhar de perto a revisão da sentença, com direito a tradução simultânea em português. E só então poderá tirar suas próprias conclusões.

O que fazer em Rouen

Agora que você já sabe tudo sobre Joana D’Arc, hora de partir para a praça do velho mercado de Rouen. Desta vez estamos diante da igreja da Santa Joana D’Arc.

O que fazer em Rouen

O teto, visto do exterior, pode parecer muito moderno para uma igreja, mas tem um sentido: chamas de fogo. Não deixe de entrar e apreciar os vitrais que trazem cenas do renascimento, além de inúmeras passagens da Bíblia.

Ao lado da igreja você encontrará uma cruz, local exato onde Joana D’Arc, a heroína, foi queimada viva.

Gros Horloge

O que fazer em Rouen - A visita ao Gros Horloge será acompanhada de Narcis, o governador do relógio, um cargo de muita honra e responsabilidade naquela época, séc. XIV. Dentre as suas responsabilidades, o toque de recolher e o aviso de que um novo dia estava começando e era hora de se levantar.

Infelizmente esse senhor simpático do qual eu me refiro, é só uma voz. Entre no relógio e adquira o seu áudio-guia.

Vamos?

Narcis, abre as portas da sua casa para que a gente conheça um dos mais antigo mecanismos de relógio da Europa. Entre um andar e outro vamos descobrindo segredos e detalhes escondidos.

Vai entender finalmente os motivos do Gros Horloge ter apenas um ponteiro, o das horas. E entender como funciona o mecanismo do relógio que também indica os dias da semana e também as fases da lua.  

Pouco a pouco ele vai nos revelando o funcionamento do relógio até chegar na torre do campanário. Onde somos surpreendidos com a mais bela vista da cidade.  

O que fazer em Rouen -

O que fazer em Rouen

Rouen não é uma cidade muito é grande, mas oferece uma vasta opção de atividades: entre história, arte e arquitetura. Um passeio pela margem do Rio Sena também não é uma má ideia, para um dia de sol.

Você com certeza irá caminhar pela Rue du Gros Horloge, se tem interesse por compras, aproveite esse momento. E saiba que essa foi a primeira rua peatonal da Europa.

Deu pra sentir que a cidade está recheada de história e segredos escondidos, não é mesmo?

Poderia passar um dia inteiro contando o que eu descobri. Mensagens subliminares nas fachadas das igrejas, curiosidades sobres as construções da cidade, os inúmeras antiquários e até mesmo sobre os becos que nos relembram uma cidade medieval.

Mas não seria tão divertido quanto fazer um tour guiado pela cidade, com uma simpática francesa que morou no Brasil por mais de 20 anos. Para agendar um tour com a querida Therese, mande um e-mail para a Oficina de Turismo de Rouen (accueil@rouentourisme.com).

O que fazer em Rouen -

Eu não me aguento e aqui vão algumas descobertas. =D

O cordeiro é símbolo da cidade de Rouen, um símbolo religioso que significa o bom pastor, mas na cidade de Rouen ele também significa o trabalho. A base de prosperidade de Rouen, já que a cidade vivia da lã. Pode ser uma atividade um tanto quanto divertida brincar de caça aos cordeiros.

Os cordeiros estão por todos os lados, só no Gro Horloge existem vários. Um deles está bem na ponta do ponteiro. Os outros eu deixo por sua conta.

Outra item que é muito tradicional em Rouen são as cerâmicas pintadas a mão. O artesanato até hoje é o forte da cidade, aliás é uma ótima lembrancinha desse lugar tão amável. Além de ser algo extremamente tradicional, você valoriza o trabalho do artesão que está em decadência nos dias de hoje. Os lojas mais tradicionais são: Faïences St Romain (56 Rue Saint-Romain, 76000 Rouen) e Fayencerie Augy (26 Rue Saint-Romain, 76000 Rouen)

Onde comer em Rouen

Devo lembrar que você está na França, recomendo fazer  reserva com antecedência e se atentar ao horário. Os franceses comem cedo. 😉

Brasserie Paul

Atendimento é tudo! E o Brasserie Paul deu show neste quesito, embora os atendentes pouco falassem o inglês tive um dos melhores atendimentos em um restaurante francês. Sorriso no rosto e simpatia resolvem esse problema (que não é exatamente um problema). Além do atendimento, o restaurante está ao lado da Catedral de Notre Dame de Rouen. Se der sorte, pode conseguir uma mesa na janela, com uma bela vista. 😉

Entre um mil folhas de maçã, com molho holandês, para a entrada. Salmão ao molho pesto com legumes, para o principal e queijo para a sobremesa. Pois é, estamos na França. Eu repetiria mil vezes o mil folhas que estava de comer rezando. Mil folhas explodindo pelo ar a cada garfada, a maçã quentinha com o molho e massa deliciosamente crocante fizeram da minha noite uma noite mais agradável.

Alô, Brasserie Paul pode passar a receita?

Le P’tit Zinc

A vista não era para a Catedral, mas era para a Igreja da Santa Joana D`Arc. A comunicação por aqui fluiu no Inglês mesmo, sem problemas e ainda com o sorriso e simpatia.

Aqui não teve entrada, fomos direto para o prato principal que ficou por conta do porco com purê de batata. Simples, não exatamente, estava uma delícia. Mas a estrela da noite vai para a sobremesa, eu já disse que sou fã de creme brûlée? Talvez nunca tenha dito isto aqui, mas sim eu sou.

O Le P’tit Zinc me ofereceu o melhor creme brûlée da vida. Como manda o figurino eu bati a bundinha da colher para quebrar a açúcar queimada, cheguei até o creme que estava devidamente cremoso, quentinho, com sabor de baunilha que dançava na boca.

Tá até difícil escrever sobre isso perto do horário do almoço.

Alô, Le P’tit Zinc pode passar a receita?

Onde Ficar em Rouen

Hotel Ibis Style – excelente localização. O Hotel está próximo de tudo e me permitiu descobrir toda a cidade a pé. Se você está de carro, existe um estacionamento muito próximo do hotel. O hotel oferece um café da manhã típico francês: pães, croissant, geléia e queijo. Suco de laranja fresco e uma máquina de café onde você pode escolher o que mais te agrada.

Seguimos nossa viagem de carro pela Normadia para La Havre – aguarde o post completo da próxima cidade.

Nós visitamos Rouen a convite da CC Hotels em parceria com a Oficina de Turismo.

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.