O que fazer em Valletta: capital de Malta

O que fazer em Valletta

Caminhar pela bela e pequena capital de Malta pode ser um passeio agradável, isso se não for verão. Explorar a cidade de Valletta não é difícil, tudo está perto e de fácil acesso. Se gosta dos traços antigos das cidades europeias, talvez se identifique. Se prefere as cidades mais modernas, Valletta pode ser uma grata surpresa.

O que fazer em Valletta
Valletta vista de Sliema

Cercada por fortalezas, que estão entre as mais poderosas do mundo, Valletta foi a primeira cidade planejada da Europa. Teve um BOOM nos últimos tempos, quando foi reconhecida como a cidade cultural da Europa de 2018 e foi assim que começou a pipocar ainda mais hotéis, restaurantes e até mesmo museus por lá.

Fui recebida em Valletta por uma grandiosa fonte, a Triton. Que está bem representada pelos três Tritões, Deus Grego, mensageiro do mar, filho de Poseidon, todo coberto de travertino.

O que fazer em Valletta
Fonte Triton

Aquela não era exatamente a entrada da cidade, logo atrás da fonte encontrei um moderno portão. Seguido do moderno Edifício do Parlamento e a Casa da Ópera, essa última difícil acreditar que seja uma obra moderna, mas o teatro foi construído em 1873, danificado por fogo e pela II Guerra Mundial, em 2013 o local ganhou uma nova roupagem, se transformou em um teatro a céu aberto. Se der sorte, pode assistir a algum concerto que acontece com bastante frequência por lá.

Catedral de San Juan

O que fazer em Valletta
Catedral de San Juan – Valletta

Se você tivesse poucas horas em Valletta e tivesse que escolher uma única atração em Malta, com certeza eu diria para você não perder tempo e correr para a Catedral de San Juan. Uma verdadeira obra de arte, com direito a pinceladas de Caravaggio. Tá bom pra você?

O Pintor, que viveu por um curto período em Malta, pintou a bela obra: A Decapitação de João Batista, uma das suas principais obras. A grande tela encontra-se no oratório, logo na saída da Catedral.

O que fazer em Valletta
A Decapitação de João Batista

Ainda que essa tela seja o ápice da visita, a Catedral não deixa a desejar em nada para a obra-prima de Caravaggio. Do chão ao teto, as colunas são decoradas com ouro. O piso está todinho revestido de mármore, que são túmulos abrigando cerca de 400 cavaleiros e oficiais da Ordem.

O que fazer em Valletta

Se uma das características do estilo barroco é a ostentação, aqui eles souberam explorar muito bem esta característica.

Como se todo o mármore no chão, o ouro cravado nas colunas e paredes da Catedral não fossem o suficiente, o teto é puro deslumbre. A história de São João, padroeiro da Ordem está lindamente estampada na abóbada do templo.

A Catedral não permite a entrada com roupas curtas e nem sapato de salto fino. Para as roupas, eles oferecem lenços, mas vale a pena se cobrir um pouco mais nesse dia.  

Jardins de Barrakka

E quando bater aquela canseira, afinal viajar também cansa. 😉 É só se refugiar no Jardim Barrakka e escolher um banquinho para chamar de seu. Ao fundo muito provável que tenha algum música fazendo do momento ser ainda mais agradável. O local foi construído para os Cavaleiros descansarem e é lá que encontramos a melhor vista da cidade.

O que fazer em Valletta
Jardins de Barrakka

Atravesse os grandes arcos sentindo ao porto, você estará sob Saluting Battery e logo avistará enormes canhões. Em forma de homenagem são disparados simbolicamente todos os dias às 12:00 e às 16:00.

O que fazer em Valletta
Jardins de Barrakka

Da grande sacada também é possível avistar o outro lado, as três cidades: Vitoriosa, Sanglea e Cospicua. No post sobre a história de Malta, sabe a importância que Sanglea e Vitoriosa teve na história do país. E se você quer visitá-las o mais recomendado é que desce pelo elevador (situado dentro do próprio jardim) e pegue o ferry que cruza a baía.  

Malta Antiga

Se você já leu a história de Malta e esse assunto te interessa, Valletta é um prato cheio para você vivenciar o passado turbulento deste país. É no Museu Nacional de Arqueologia que você vai encontrar uma maquete do templo megalítico e esculturas encontradas nos templos ao longo das escavações. Se um museu recheado de história não é suficiente, vá até o Malta 5D para vivenciar a história do país. Uma experiência sensorial para reviver o passado com efeitos 3D, aromas e até mesmo movimentos nas cadeiras.

O que fazer em Valletta
Jardins de Barrakka – Valletta
Rampila Restaurante Valletta

Onde comer

Almocei no Rampila Restaurante e foi uma das melhores refeições em Malta. O calor nos impediu de desfrutar da sacada com vista para a fortaleza da cidade. Mas isso não afetou em nada o sabor da comida.

Situada em uma Ilha não poderíamos esperar nada menos que uma gastronomia à base de frutos do mar. Optei por mexilhões, feitos em um caldo a base de vinho e ervas. O sabor estava espetacular, que deixei de cerimônias e limpei o prato com o bom e velho pãozinho.

Passeio noturno

O que fazer em Valletta
Fonte Triton – Valletta

Valletta é mesmo um encanto de cidade. Moderna e com tanta história para contar, a capital de Malta pede um dia inteiro explorando seus inúmeros becos e um pouco de disposição para encarar sua geografia oscilante de sobe e desce. Se for passar o dia por lá não vá embora antes de conhecer uma outra Valletta, que surge após o sol se pôr. 

 

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.