Uma vila francesa esculpida na pedra, essa é Rocamadour. Uma pequena aldeia no interior da França, na região de Dordonha. Pode ser pequena de tamanho, mas é gigante quando se trata do seu valor histórico. Aliás, Rocamadour está entre os destinos mais visitados da França, e é Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Rocamadour
Rocamadour

Construída em um penhasco, a cidade está literalmente encravada nas falésias. As pedra se misturam com porta, telhados, igrejas e túneis. É isso que torna Rocamadour tão intrigante e mágica. A única rua da cidade, a charmosa Rue de la Couronnerie, está repleta de lojas de artesanatos, embutidos e foie gra.

Em 2016, Rocamadour foi eleita como aldeia favorita dos franceses. Todos os anos um vilarejo com menos de 2 mil habitantes é eleito como o favorito dos franceses. Já passamos por alguns deles, como Eguisheim (eleita em 2013) e Kayserberg (eleita em 2017), na Alsácia e Cordes Sur Ciel na Occitania (eleita 2014).

Mas nem só de fofura vive esta aldeia. Uma cidade de peregrinos, assim tem sido há mais de 1.000 anos. O santuário dedicado a Madona Negra tornou-se famoso por seus poderes de cura, e logo se converteu em uma das paradas do Caminho de Santiago.

Foram os peregrinos que financiaram a construção da basílica de Saint Sauveur e também de outros edifícios religiosos da cidade, em uma pequena praça encontramos 7 centros religiosos.

Cidade de Rocamadour
Cidade de Rocamadour

O que fazer em Rocamadour

Não tem muita coisa para fazer na cidade, mas essa é a grande delícia de visitá-la. Chegue pelo alto, garanta a melhor vista e poupe seu fôlego. Pare o carro no Estacionamento Château e simplesmente siga o fluxo, as placas ou a sua intuição, sério não tem como errar.

A primeira atração é o Castelo de Rocamadour. Ainda no topo irá te proporcionar uma bela vista de todo o Cânion do Rio Alzou. Embora não seja permitido a visita no interior do castelo é possível passear por toda a muralha e admirar o jardim do castelo.  

Cidade de Rocamadour
Vista para o Vale

Ao sair do castelo sua única opção é descer pelo Caminho da Cruz (Chemin de Croix), um belo caminho em zig e zag, repleto de pontos de parada para descansar, admirar a paisagem e também a cada curva um novo santuário – as passagens da crucificação.

O fim do caminho se dá na praça central. Onde irá encontrar os sete santuários dedicados à Virgem Negra.

Rocamadour - França
Praça Central de Rocamadour

L’églesi Saint Sauveur e Capela de Notre Dame

A igreja de Saint Sauveur é a maior de todas, construída no séc XIII. Já serviu de albergue para os peregrinos e já foi utilizado pelos monges. Em 1913 foi elevada para basílica.

igreja de Saint Sauveur - Rocamadour
Igreja de Saint Sauveur

Logo ao lado da basílica encontramos a Capela de Notre Dame, pequena e escura e lá que você encontrará a Madona Negra (Notre Dame de Rocamadour).

Ainda dentro da capela, talvez os pequenos barcos pendurados chame a sua atenção. A virgem de Rocamadour é patrona dos marinheiros e por isso dizem que cada vez que o sino soa significa que um milagre ocorreu no mar.

Capela Notre Dame
Capela Notre Dame

A grande prova dos peregrinos era subir os 216 degraus joelho, da cidade até a igreja. Como estamos sentido contrário te convido para descer a escadaria e dar de encontro com a encantadora Rue de la Couronnerie. Por aqui, te convido a conhecer e apreciar o artesanato local e também provar as inúmeras opções de embutidos e queijos produzidos pelos produtores locais.  

Rocamadour
Rue de la Couronnerie – Rocamadour

Como eu disse essa é a única rua da cidade. Não demore para escolher um restaurante com vista para vale (não são muitas as opções) recupere as energias e volte até o topo. Mas, se subir tudo de novo com os próprios pés for uma possibilidade remota opte pelo funicular que te leva até o estacionamento novamente. 😉

Rocamadour
Rocamadour

Além de Rocamadour

Não muito longe de Rocamadour você pode visitar um dos lugares mais impressionantes da França – Gouffre de Padirac. Uma abóboda de 75 metros para dentro da terra. Uma viagem do mundo exterior direto para o um mundo subterrâneo, o local já ganhou o título de ser o coração da terra.

O local ainda oferece um passeio de barco para dentro de uma caverna, considerada uma das cavernas mais bonitas da França.

Infelizmente eu não consegui realizar a visita, mas com certeza ficou na minha lista para um dia voltar e viver a experiência.

Outra atração que te convido a conhecer é a Grotte Préhistorique des Merveilles, trata-se de uma gruta com pinturas rupestres que foram descobertas em 1920 e datam cerca de 25.000 anos.

Durma em Rocamadour

Rocamadour
Rocamadour

Se Rocamadour não for uma cidade apenas de passagem, assim como foi pra mim, recomendo que você durma por lá e conheça não só a cidade, como as duas grutas que estão ao redor. Além disso é altamente recomendável conhecer Rocamadour a noite, dizem que as luzes iluminam as falésias e a cidade se transforma.

Hotel Beau Site – este hotel está localizado dentro da cidade de Rocamadour para aqueles que gostam de mergulhar na cultura e tradição de um lugar. O Hotel Beau tem excelentes recomendações sobre o seu próprio restaurante e principalmente sobre a sua bela vista. O local oferece estacionamento para os hóspedes.

Le Terminus des Pèlerins – localizado em Rocamadour o Le Terminus des Pèlerins tem uma excelente vista para o vale Alzou. Embora seja pequeno os hóspedes elogiam muito a limpeza e o atendimento.

Maison d’Hôtes Domaine de la Rhue – um pouco mais afastado de Rocamadour e suas atrações, essa opção é uma experiência mais exclusiva. O hotel oferece apenas 5 quartos em uma antiga mansão francesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.