Rüdesheim am Rhein – A capital do vinho no vale do rio Reno

Rüdesheim am Rhein

Quando falamos em vinho, os primeiros países que pensamos são provavelmente França, Itália, Argentina, Chile e alguns outros poucos. Dificilmente vá-se dizer que a Alemanha estaria entre eles. Pois é, totalmente normal. O país é mundialmente reconhecido pela uva Riesling, uva de origem alemã e de cor levemente dourada, de fácil paladar, capazes de possuir ótimos vinhos longevos.

Mas este texto não é para tratarmos de vinhos, mas sim para a apresentar Rüdesheim am Rhein, a capital do vinho no vale do rio Reno.

A cidade, patrimônio da UNESCO, localiza-se próximo à Frankfurt e é um dos destinos turísticos mais famosos da Alemanha. Visita perfeita para aquele final de semana romântico ou mesmo em família. Está situada as margens do Reno e remete de certa forma à cidades portuárias como San Francisco. A travessia pode ser feita por balsa assim como por terra, opção que torna a viagem ligeiramente mais longa. Vindo do sul a opção com a balsa se torna interessante e possui preço inferior a € 10.
O principal motivo desta viagem foi realmente degustar bons vinhos alemães e conhecer o processo de vinificação da região.
A maior parte é feita em castelos ou mansões bastante antigas e com colheita essencialmente manual, o que torna o vinho alemão ligeiramente caro. Encontra-se ótimas garrafas pelo preço de € 15 a € 25, algo elevado para os padrões da população local. Visitamos a vinícola de Robert Wein, uma das melhores. Com atendimento excelente e vinho de altíssima qualidade, é possível fazer uma degustação extensa, desde os vinhos de entrada até os Grand Crus alemães. Se comprar algumas garrafas, é possível ter uma embalagem especial para avião.
Robert Wein - Rüdesheim am Rhein
Robert Wein – Rüdesheim am Rhein
Outra vinícola interessante, não tanto pelos vinhos (opinião totalmente pessoal), mas sim pela arquitetura do local e também pela boa culinária do restaurante é o Schloss Vollrads. Devido a sua importância, vinhos produzidos pelo castelo não recebem o nome da região, mas sim diretamente do produtor por já ser denominação de origem. Assim como este, outros castelos como o Schloss Johannisberg ou mesmo o monastério Kolster Eberbach são visitas perfeitas para serem feitas em um único dia e também conferem denominação específica em seus rótulos. Em grande parte das vinícolas do vale do Rio Reno é possível degustar gratuitamente os vinhos da casa. Em alguns casos específicos, os valores variam de € 5 a € 15.
Rüdesheim am Rhein
Schloss Vollrads – Rüdesheim am Rhein
Rüdesheim am Rhein
Kloster Eberbach – Rüdesheim am Rhein
Conhecer a cidade não necessariamente infere conhecer a região vinícola. O centro possui tantas atrações e passeios que o roteiro se torna com certeza uma opção. Um deles muito interessante e divertido é o teleférico, o qual possui 3 rotas. Ligando Rüdesheim a algumas outras cidades menores, o ingresso é válido pelo dia todo. Sendo assim, a visita pode durar o dia todo com direito à caminhadas por trilhas (devidamente identificadas), pontos turísticos deslumbrantes e lugares históricos.
Rüdesheim am Rhein
Rüdesheim am Rhein
Acessa-se o vilarejo de Assmannhausen através do teleférico ou com o bonde. Único local da região a produzir vinho tinto, é peculiar pelas suas ruas estreitas e casas antigas. Uma hora caminhando pelo vilarejo é suficiente para acalmar o coração e se possível faça uma degustação para conhecer o Pinot Noir local, que mesmo sem ser notório, vale a oportunidade.
Rüdesheim am Rhein
Assmannhausen – Rüdesheim am Rhein
O monumento de Niederwald construído em 1883, foi desenhado como forma de personificar e comemorar a união alemã em 1871. É acessado facilmente através do teleférico, mas é possível também através das trilhas feitas por entre as vinícolas. A figura principal do monumento é a Germania, simbolizando uma guerreira e remetendo a uma águia, animal símbolo do país. A estátua impressiona para quem chega perto, não somente por expressar tão fortemente o poderio desta nação, mas sim por estar no mais alto com vista para todo o vale do Reno. O posicionamento não poderia ser mais estratégico, já que o rio corta tantos países, é navegável por toda sua extensão e continua sendo um dos mais importantes da Europa.
Rüdesheim am Rhein
Germania – Rüdesheim am Rhein
Ao outro lado da margem do Rio, encontra-se a pequena cidade de Bingen. Apesar de ser também tão antiga quanto Rüdesheim, por muito anos as cidades não eram interligadas, pelo menos não facilmente e portanto em 1900 decidiu-se pela construção de uma ponte ferroviária para o transporte de pessoas e cargas. Foi inaugurada em 1915 e possuía 714 metros de comprimento. Foi extremamente utilizada pelas forças militares alemãs, como travessia entre os frontes de batalha. Infelizmente, foi destruída durante a segunda guerra mundial. Os restos de sua construção podem ser vistos através de uma caminhada às beiras do rio e se tornou também patrimônio da humanidade.
Rüdesheim am Rhein
Hindenburg- Rüdesheim am Rhein
Rüdesheim am Rhein
Hindenburg- Rüdesheim am Rhein
Para quem é fã da comida típica alemão, se alimentar na cidade com um vinho local não será difícil. Para aqueles não tão adeptos ao salsichão e às batatas, o Restaurante da Toni é excelente. Possui pratos excelentes, atendimento simpáticos e preços interessantes.
Rüdesheim am Rhein
Restaurante da Toni – Rüdesheim am Rhein
O movimento da cidade é alucinante, são turistas de todos os lugares do globo mas essencialmente americanos e asiáticos. Por isto, vale a pena as visitas aos finais de semana, mas esteja preparados para dificuldades em estacionar e também movimentos frenéticos pelas ruelas da cidade. Além disto, as opções de hotéis são mais caras devido ao alto movimento durante todo o ano. Sendo assim, ao entardecer de um domingo não pude deixar de tirar esta foto que transforma a cidade acelerada em algo calmo e tranquilo.
Rüdesheim am Rhein
Rüdesheim am Rhein


Booking.com

4 comments

  1. Olá, Parabéns

    meu nome´é Luiz e estou planejando uma viagem para Frnakfurt em Fevereiro de 2017 (Carnaval).

    Gostaria de tirar algumas dúvidas: Comoir de Rüdesheim am Rhein até Bingern? Por Ferry ou tem como ir a pé?

    Outra coisa, em Rüdesheim am Rhein tem o teleférico que sobe a montanha, mas pelo que parece, em Fevereiro ele está fechado por conta do inverno. Vocês saberiam se existe outra forma de subir a montanha que não por esse caminho?

    att,

    1. Olá Luiz, muito obrigada!!

      Vamos lah! Realmente, o teleférico só funciona de março a novembro. Em dezembro, por causa da feira de Natal, funciona só uma semana.Uma opção muito legal para chegar às atrações no topo do monte é através da trilha que passa entre as vinícolas. Os caminhos são muito bem sinalizados e em dias de sol, é a melhor vista possível! Alguns guias locais também fazem este passeio!É possível chegar de carro também. Há um estacionamento próximo à estátua, porém o valor é um pouco alto. Mas vale a pena se o dia não estiver tão favorável. São alguns poucos km de carro partindo do centro e você pode colocar o nome Niederwalddenkmal como ponto de chegada. Se for via Google Maps, é possível colocar Germania, o nome da guerreira representada que também funciona.Para ir de Bingen para Rüdesheim am Rhein, existe somente a Ferry que você pode atravessar com seu carro ou de bike ou a pé. Para os pedestres, existem embarcações específicas para a travessia, afinal grande parte dos moradores de Bingen trabalham em Rüdesheim.

Deixe uma resposta