Trapani está localizado no oeste da Sicília, cidade portuária com acesso a uma das mais bonitas ilhas da região e próxima de agradáveis e históricas aldeias italianas.

A cidade de Trapani é a base perfeita para explorar este lado da ilha.

Além da sua localização estratégica o centro histórico da cidade com uma vasta quantidade de restaurantes, cafés e igrejas barrocas é o destino ideal para finalizar o dia com tranquilidade e um bom drinque ou café, como preferir. 

O porto da cidade foi a porta de entrada de Pedro Aragón, para iniciar o domínio hispânico na Sicília. E muitas das igrejas barrocas da cidade é legado deste período espanhol.  

O que fazer em Trapani - Conhecer a ilha de Favignana
Ilhas Egadas

Passamos três dias utilizando Trapani como base e abaixo segue nosso roteiro e também o detalhe de cada um dos dias. 

Dia 1 – Passeio de barco até Favignana e Isola di Levanzo.

Dia 2 – Erice e Salinas.

Dia 3 – San Vito de lo Capo e Trapani.

O que fazer na região de Trapani

Salinas de Trapani
Salinas de Trapani

Arquipélago Islas Egadas

Formado por três ilhas Favignana, Levanzo e Marettimo o arquipélago é um passeio incrível que merece um dia inteiro. O que não falta em Trapani são opções de excursões saindo para as ilhas. A cor da água é de cair o queixo assim como a temperatura, mas quem tá na chuva é pra se molhar e uma vez neste paraíso, lavar a alma com um banho de mar é quase que obrigatório. =D

O que fazer em Trapani - Conhecer a ilha de Favignana
Ilhas Egadas

As ilhas tiveram importante papel nas Guerras Púnicas, inclusive uma das praias é conhecida como Cala Rossa devido a quantidade de sangue derramado. Devido a localização estratégica entre Europa e África, as ilhas foram protegidas por fortificações. E foi no ano de 1874 que uma família italiana comprou as ilhas, montaram uma rentável fábrica de atum e prosperou o arquipélago.

O que fazer em Trapani - Conhecer a ilha de Favignana
Ilhas Egadas
Almoço no barco

Nós realizamos nosso passeio com o casal mais simpático da Sicília, a bordo do Mare Azzurro fizemos um passeio exclusivo até Favignana e Levanzo.

Favignana 

É a maior das três ilhas. Existem inúmeros tipos de excursões de barcos até lá, alguns é permitido descer e explorar a ilha, outros é apenas uma passagem rápida.

Caso opte por conhecer a ilha, vá até Palazzo Florio (atual oficina de turismo da ilha), o palácio da família Florio, aquela que comprou a ilha para montar a fábrica de atum. Aliás visitar a antiga fábrica também é uma opção de passeio por lá, hoje é um museu – Ex Stabilimento Florio delle Tonnare di Favignana e Formica

Dependendo do tempo que você tem na ilha, é possível alugar bicicletas ou scooters para explorar a ilha como um todo e suas melhores praias, Miramare e Lido Burrone

Levanzo

A ilha não é muito grande mas conta com uma atração interessantes: Grotta del Genovese. Uma gruta com pinturas rupestres que datam entre 6.000 e 10.000 anos e uma das coisas que podem notar nas pinturas é que desde aquela época o atum já rondava a região. 

Para realizar a visita só com guia, mediante a reserva. Clique aqui para mais informações.

O que fazer em Trapani - Conhecer a ilha de Levanzo
Levanzo

Marettimo

Marettimo é a ilha mais distante e acabamos deixando para uma segunda oportunidade.

Por lá é regra é clara: vá com tempo

O destino foi feito para relaxar, sem preocupação com o tempo e com as notíciais do mundo exterior. Se for do tipo que prefere a paz, tranquilidade e sossego por completo – simplesmente vá, leve um bom livro e aproveite a sua estada! Se é do tipo que paz e tranquilidade não significa fazer nada e sim estar em contato com a natureza se jogue em uma das várias opções de trilhas ou aproveite o paraíso para mergulhar.

Erice

O que fazer em Trapani - Conhecer Erice
Erice

Erice tem vista panorâmica para o mar e diante da sua localização no alto do Monte San Giuliano a 751 metros de altura, o passeio começa antes mesmo de chegar ao destino final. A vista da estrada é linda!

Assim que começamos a subir com o carro sentido ao pequeno e charmoso vilarejo de Erice já nos deslumbramos com a paisagem. A estrada sinuosa vai revelando pouco a pouco uma vista, que eu diria que é: inesquecível. Ao chegar no topo além do mar e de toda a Sicília aos nossos pés, nos deparamos com um vilarejo medieval bem diante dos nossos olhos. 

O que fazer em Trapani - Conhecer Erice
Erice

Adentramos pelo portão principal, um antigo portão fortificado. Erice não é um destino repleto de atrações, meio período pode ser o suficiente para explorá-lo todinho. Suas ruelas de pedra pedem um sapato confortável e suas inúmeras lojinhas de artesanato pedem bom senso para aqueles que precisam despachar a mala. 

Aliás, uma das coisas que me chamou bastante atenção na cidade foram as lojas de artesanato. Embora Erice seja bastante turística a cidade ainda não perdeu a sua essência e os souvenirs chineses ainda não dominaram o local (espero que assim continue). Ou seja, a alma siciliana está dentro de cada uma das tendas de louças pintadas a mão ou de alimentos produzidos na região.

Caminhe até o Castello di Venere. Castelo Normando do séc. XII – XIII, que foi construído sobre o templo de Vênus. Além da espetacular vista para Favignana, Levanzo, Salinas de Trapani (nossa próxima parada) e San Vito Lo Capo, é possível visitar o interior do castelo. Mas, só está aberto para visitação os pátios e as muralhas de fortificação.

Erice é um lugar para os apaixonados, a história da aldeia tem total relação com a deusa do amor, da beleza e da sexualidade: Afrodite, para os Gregos. Lendas e histórias relacionadas com o centro de culto a Vênus a deusa do amor e da beleza na mitologia romana. 

O que fazer em Trapani - Conhecer Erice
Erice

O blog Descobrindo a Sicília, tem um post completinho sobre toda essas lendas e histórias da cidade de Erice

Embora a cidade seja bem pititica há boatos que na aldeia que moram cerca de 500 habitantes exista mais de 60 igrejas e capelas escondidas entre os misteriosos becos dessa vila. A mais importante é a Catedral, construído em 1312 que conta com uma torre dos sinos de 28 metros de altura onde é possível subir. 

Erici
Erici

Os árabes deixaram uma deliciosa herança na cidade, a cultura dos doces de amêndoas. Você encontra em quase todas as padarias da cidade, mas dizem que os melhores estão na Pasticceria Maria Grammatico. Falando em comida, nossa parada estratégica para o almoço foi no Caffe Maria Erice (Via Vittorio Emanuele, 14) escolha totalmente aleatória que fomos influenciados pela vista. Optamos por um menu fechado, com entrada, prato principal e sobremesa. Também por influência dos árabes acabei provando um cuscuz de peixe, divino. 

O que fazer em Trapani - Conhecer Erice
Erice

É possível chegar de funicular até o topo de Erice, a partir de Trapani. Nós optamos por subir de carro. Recomendo chegar cedo, assim você evita a grande multidão de turista que passa pela vila.

Salinas

Salinas de Trapani
Salinas de Trapani

Saímos de Erice sentido as Salinas de Trapani, que já foi considerada a maior salina da Itália e hoje em dia tem a função apenas de abastecer a Sicília. Com muito planejamento e organização chegamos por lá perto do pôr do sol, com tempo suficiente para conhecer o pequeno museu onde através de um rápido vídeo descobrimos um pouco mais sobre a história e o processo realizado no local. 

Em seguida sentamos no barzinho da própria salina, pedimos um drinque e esperamos o sol baixar. 

Junto das salinas e dos antigos moinhos, o céu alaranjado desenhavam a paisagem perfeita para aquele final de tarde.

Salinas de Trapani
Salinas de Trapani

No inverno, com as fortes pancadas de chuvas as salinas ficam cobertas por sacos plásticos o que acaba atrapalhando um pouco a experiência visual do local. 

San Vito Lo Capo

San Vito lo Capo
San Vito lo Capo

O último dia em Trapani também foi dedicado a um passeio de barco. Fomos até San Vito Lo Capo, pegamos o barco do qual havíamos reservado com destino Scopello, o que dizem ser um dos lugares mais bonitos da Sicília. 

Scopello
Scopello

Fato que é difícil escolher apenas um, mas que o lugar é um espetáculo isso é verdade.

Pegamos o barco bem cedo, aquele ventinho fresco e agradável batendo no rosto nos acompanhou por um bom tempo. A paisagem é inquestionável, a cor da água é impressionante  e o simpático barqueiro fazia questão de parar em pontos estratégicos e nos contar as lendas e histórias daquele lado do ilha.  

San Vito lo Capo
San Vito lo Capo

Dessa vez o passeio de barco durou meio período, mas foi o suficiente para conhecer e se encantar.

Scopello
Scopello

Chegamos em Scopello e definitivamente estar diante das pedras que emergem no meio do mar é fantástico. Pedras que já foram tomadas por uma curiosa vegetação, uns cactos diferentões, que deixam a paisagem ainda mais admirável. Como se não bastasse a vista desde o mar, para a pequena vila de Scopello foi como um presente de conclusão daquele passeio delicioso. 

Scopello
Scopello

É possível chegar em Scopello por terra, mas para curtir a praia é necessário pagar uma taxa de entrada, já que o local é considerado uma reserva natural. A estrutura para passar o dia por lá não é das melhores, praia pequena e nenhuma opção de restaurante. 

Passeio de barco: +39 328 9696 113

Scopello
Scopello

Trapani

Após nosso passeio de barco, que acabou por volta das 13:00 voltamos para a cidade de Trapani. Nosso último dia e por isso deixamos uma tarde inteira reservada para explorar o centro antigo da cidade, local onde estávamos hospedados. 

Trapani
Trapani
Trapani
Trapani

A cidade de Trapani antigamente vivia do coral, atum, sal e vinho. Seu porto foi uma importante rede comercial entre Cartago, na Túnisia e Veneza. Hoje o cenário mudou e o turismo é uma das principais fontes de renda. 

Essa não é uma cidade difícil de ser explorada, os principais pontos de interesse estão concentrados no pequeno centro histórico, com largos calçadões onde podemos transitar tranquilamente. Passamos a tarde por lá, explorando as ruelas sem rumo e direção.

Os traços mouriscos se deve ao legado espanhol do período XVII e XVIII, que podem ser visto claramente na Catedral di San Lorenzo, Palazzo Senatorio, Palazzo Riccio di Morana e no Palazzo Fardella. 

Onde ficar em Trapani

San Michele – o Hotel San Michele foi a nossa escolha. Extremamente bem localizado, o hotel está todo reformado, quartos amplos e banheiros grandes. Embora não tenha estacionamento no local, o hotel dispõe de serviço de valet. O café da manhã com bastante opção de frutas, pães e sucos.  

I Colori del Vento B&B – o Colori del Vento é uma pousada, com todos os apartamentos com vista para o mar. Próximo da praia e também próximo do porto de onde partem os barcos para as ilhas Égadi. Os hóspedes elogiam muito o atendimento do local, que é de administração familiar.

Hotel Moderno – como o nome já diz o Hotel Moderno é uma opção mais moderna no centro de Trapani e próximo da praia. Não oferece serviço de estacionamento.

Hotel Trapani in – também na linha de hotel mais moderno, o Hotel Trapani in está localizado no centro histórico da cidade e é uma opção muito bem recomendada pelos seus hóspedes. 

Residence La Gancia – para aqueles que gostam de se hospedar em apartamento o Residence La Gancia é uma boa opção, bem localizado no centro de Trapani e um terraço com vista para o mar, onde se pode tomar café da manhã ou um drinque no final do dia.

Para conferir mais hotéis na cidade de Trapani, clique aqui e avalie todas as opções do Booking, nosso parceiro. Você garante a sua hospedagem e ajuda a gente a manter o blog sem pagar nada a mais por isso. Se for cliente Genius não perde os seus benefícios. 

O que fazer em Trapani - Conhecer a ilha de Favignana
Favignana

Onde comer em Trapani

E após tanto comer massa com frutos do mar bateu aquela vontade de comer pizza, longe de ser um lugar bonitinho daqueles que geralmente buscamos em uma viagem, acabamos caindo na Il Piacere della Pizza (Via Marsala 46), se você é do tipo sem frescura eu recomendo muitíssimo essa pizzaria. 

Claramente um lugar que não é para turista e sim para os locais, você vai enfrentar fila para pedir sua pizza e provavelmente vai ter que pegar uma das mesinhas na calçada sem que um atendente te acomode. Vai comer a pizza na mão e vai beber vinho no copo de plástico, mas talvez seja uma das melhores pizzas que você vá comer na sua vida. 😉 Sem mais…

Antes de chegar em Trapani, nós passamos pelo Valle dos Templos em Agrigento. E se você está planejando uma viagem pela Sicília, leia as nossas dicas sobre SiracusaTaorminaCatânia e o Vulcão do Etna.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.